Aguarde...

cotidiano

Funcionária pública é ameaçada de morte em Araraquara

Servidora do CAPS-AD recebeu ligação de homem que mencionou sequestro e tortura

| ACidadeON/Araraquara

Caso foi registrado como ameaça no boletim de ocorrência (Foto: Walter Strozzi/ACidade ON)
Uma funcionária pública de 43 anos registrou um boletim de ocorrência após ter sido ameaçada em seu local de trabalho, em Araraquara.

De acordo com o boletim de ocorrência, registrado nesta terça-feira (15), ela trabalha como servidora pública municipal no CAPS-AD (Centro de Atenção Psicossocial - Álcool e Drogas) do Santa Angelina.

No dia 9 de junho, uma quarta-feira, ela recebeu a ligação de um homem, que perguntou se ela sabia o que o era ser sequestrada e torturada, mencionando uma assistente social que foi morta.

A funcionária perguntou se aquilo era uma ameaça e o homem confirmou, falando para ela ter cuidado na rua e também no trabalho dele.

De acordo com a funcionária, o homem não é paciente do CAPS-AD e foi internado involutariamente, há dois meses, com o aval da família dele. Ele trabalha como zelador e tem 52 anos.

Procurada pela reportagem do portal ACidadeON, a Secretaria Municipal de Saúde afirmou que que "está acompanhando o ocorrido e que o registro de Boletim de Ocorrência, nestes casos, é uma orientação das autoridades policiais e também dos gestores. Em relação à segurança no local, ela é feita pela Guarda Civil Municipal (GCM). A Guarda Civil Municipal realiza rondas e também comparece sempre que solicitada".


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON