Aguarde...

ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

Economia

Preço de combustível em Araraquara é alvo de denúncia no Ministério Público

Vereador Rafael de Angeli solicita a abertura de um inquérito civil por formação de cartel

| ACidadeON/Araraquara

Preço dos combustíveis é alvo de investigação (Foto: Amanda Rocha)
O preço praticado pelos postos de combustíveis de Araraquara virou alvo de denúncia no Ministério Público (MP). De acordo com o autor do ofício, o vereador Rafael de Angeli (PSDB), os postos seriam suspeitos de formação de cartel.  

O documento encaminhado ao promotor Raul de Mello Franco Júnior cita a Lei Federal nº 8.884/1994, que "dispõe sobre a prevenção e a repressão às infrações contra a ordem econômica no mercado brasileiro, norteando-se pelos princípios da liberdade de iniciativa, repressão ao abuso do poder econômico e a defesa do consumidor, freando todas as atividades econômicas que impliquem na formação de cartéis no mercado de serviços e produtos". 

Segundo De Angeli, seria possível notar uma uniformização combinada da tabela de preços, orientando os valores dos combustíveis de forma conjunta e acordada, indo contra os direitos do consumidor. 

Para o vereador, as discrepâncias entre os valores dos combustíveis aplicados em Araraquara e os preços praticados em outras cidades do estado de São Paulo. "Na capital, por exemplo, tem posto de marca reconhecida comercializando a gasolina a R$2,999, enquanto em Araraquara os preços giram em torno de R$ 4,599", observa o parlamentar.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON