Aguarde...

Lazer e Cultura

Músicos e artistas de Araraquara migram para shows virtuais

Com todo mundo em casa, transmissões ao vivo estão movimentado as redes sociais de artistas da cidade

| ACidadeON/Araraquara

Coletivo Tocaya comandado por Nat Rozendo e Jônatas faz transmissão virtual de festa em tempos de quarentena (Foto: Divulgação)
 
Em tempos de quarentena, onde a ordem é ficar em casa como forma de prevenção ao novo coronavírus, qual alternativa dos músicos e artistas que dependem do palco? Muitos tiveram shows cancelados, porém, nas redes sociais encontram alternativas para este período de isolamento. E shows virtuais tem sido uma tendência para este momento. 
 
Um exemplo é o araraquarense Luís Gibelli, de 24 anos. Ele é músico profissional e sentiu os efeitos da paralisação na agenda de shows de sua banda. "Tivemos 18 shows cancelados só em abril, fora os próximos que ainda não sabemos como será. Temos 80 shows marcados e meu sustento é a música", explica.

Ele se diz assustado com tudo, mas resolveu se movimentar e agilizou transmissões virtuais para músicos de Araraquara. Luís começou com uma transmissão ao vivo de sua banda, Los Chapeleiros, e em conversa com seguidores viu que poderia ser uma aposta interessante para além do retorno financeiro.

Assim, desde o último sábado (21), começou o Live Music Araraquara, uma página do instagram que divulga e agenda os shows online dos artistas, ficando a critério do músico em qual canal pessoal fazer a transmissão (instagram, facebook, youtube). Aos seguidores é sugerido uma contribuição espontânea, sem taxa mínima, ou apenas a divulgação e compartilhamento do show virtual.  

Los Chapeleiros começaram a fazer transmissão e expandiram pra outras bandas no Live Music Araraquara (Foto: Divulgação Rogério Junqueira)


"Live music quer levar entretenimento pra quem tá dentro de casa assim como nós estamos, que dependemos da música, e além de trabalho é prazer, é uma válvula de escape pra gente não enlouquecer nesses tempos", reflete.

Com uma programação de três músicos ao dia, cada um divulga o próximo show do outro artista também em seu canal. E não é preciso e nem recomendável reunir a banda toda para a apresentação, como bem frisa Luís. "É cada um na sua casa".

Artistas que dependam da música como trabalho podem entrar em contato pelo perfil do insta @livemusic_aqa, não importando o estilo musical. "Queremos divulgar e não sermos esquecidos nesse tempo, em nome da cultura e música", pontua Luís.

Groove virtual
Quem é de Araraquara já se jogou na pista com o Coletivo Tocaya, "tocado" pelo casal de DJ Nat Rozendo, de 29 anos, e Jônatas Micheletti, de 34 anos. Há três anos eles realizam festas e eventos regados a brasilidades e grooves por aqui. Mas com a pandemia do novo coronavírus, eles também estão sentindo a nova situação delicada, e também se reinventam com transmissões virtuais através do estúdio de sua casa.

"Como não queremos perder contato com as pessoas que frequentam nossas festas e também como uma forma de sermos produtivos nesse período tão crítico, estamos tentando nos reinventar para contornar esse momento de crise", conta Nat.

A partir dessa semana , o casal começou a fazer transmissões pelo canal no Youtube, e a próxima festa que seria nesta sexta-feira (27), continua marcada só que agora nas plataformas digitais, a partir das 19h.

"Como uma forma de estimular as pessoas em isolamento, faremos no mesmo horário da festa uma transmissão, enviando as ondas sonoras da Tocaya até o celular, TV ou PC das pessoas entocadas em suas casas. Daí o nome do evento, ENTOCA", explica.

Agora é só arrastar o móvel da sala ou do quarto, dançar e fazer a festa acontecer, cada um em sua "toca". O Tocaya está no youtube e no instagram.