Publicidade

cotidiano

Bragança e Itapira oficializam interesse pelo Circuito das Águas

Documentos foram entregues ao presidente do consórcio e prefeito de Monte Alegre do Sul, Edson Rodrigo; outros municípios também manifestaram intenção em fazer parte do bloco

| ACidade ON - Circuito das Águas -

Prefeito de Itapira Toninho Bellini (PSD) oficializa interesse pelo Circuito (Foto: Divulgação/Consorcio Circuito das Águas Paulista)
 O presidente do Consórcio Circuito das Águas Paulista, o prefeito de Monte Alegre do Sul, Edson Rodrigo (DEM), confirmou na tarde desta terça-feira (27) que recebeu o pedido oficial das cidades de Bragança Paulista e Itapira para fazerem parte da região turística. No caso de Itapira, o prefeito Toninho Bellini (PSD) entregou pessoalmente o ofício em visita a Monte Alegre do Sul. 

Desde do ano passado, Itapira pleiteia integrar o Circuito das Águas, mas a pandemia da covid-19 e as eleições municpais "esfriaram" o processo, que foi retomado e ganhou força nas últimas semanas. 

Atualmente o polo turístico é formado por nove municípios Águas de Lindoia, Amparo, Holambra, Jaguariúna, Lindoia, Monte Alegre do Sul, Pedreira, Serra Negra e Socorro. 

Mas o possível ingresso de Bragança Paulista e Itapira não significa que a região fique apenas com 11 cidades. De acordo com o presidente do consórcio, Itatiba e Pinhalzinho também devem enviar o pedido formal nos próximos dias.
Existe ainda a expetativa que Itatiba, Morungaba, Tuiuti, Santo Antônio de Posse e Pedra Bela engrossem o bloco de interessados. 

Caso todas as cidades realmente confirmem o interesse e sejam aprovadas, o Circuito das Águas Paulista saltaria de nove para 18 municípios e uma população estimada de 735.082 habitantes. Hoje, o número de moradores totaliza um pouco mais de 300 mil. 

O atual gestor do consórcio e prefeito de Monte Alegre do Sul enxerga o movimento como positivo. "Os municípios vão somar para que região seja ainda mais forte no Estado de São Paulo. O consórcio foi criado para o desenvolvimento regional em todos os setores", destaca Edson Rodrigo. 

Ele acredita a união das cidades implicará na melhora de setores essenciais como segurança, geração de emprego, captação de empresas, fomento ao turismo, cultura e esporte, por exemplo.  

SOBRE O PROCESSO 

De acordo com o presidente do consórcio, Bragança Paulista, Itapira e os demais municípios que oficializarem interesse em ingressar no Circuito das Águas terão que enviar inventário turístico e econômico para uma análise dos prefeitos já participantes.

Diante do consenso, uma assembleia será marcada para aprovação. Depois disso, a Câmara Municipal de cada cidade interessada no consórcio terá que ser referendar o processo. 

O último passo é encaminhar a proposta ao governo do Estado e Ministério do Turismo para a atualização do apa regional. Os prefeitos que já fazem parte do Consórcio Circuito das Águas vão discutir a pauta na próxima reunião ordinária revista para agosto.
 

Como ficaria o mapa do Circuito das Águas Paulista com possível adesão de novos municípios (Ilustração)

Mais notícias


Publicidade