Aguarde...

cotidiano

Detentos produzirão 320 mil máscaras contra o coronavírus

João Doria também anunciou ampliação da delegacia eletrônica para registro de crimes como roubo e furto

| FOLHAPRESS

O governador João Doria durante transmissão nesta quarta-feira (Foto: Ettore Chiereguini/Futura Press/Folhapress) 

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta terça-feira (24) que os presos do sistema prisional paulista produzirão 320 mil máscaras de proteção e que a delegacia eletrônica registrará também crimes como roubos e estelionato.

"Serão 26 mil peças por dia nas fábricas adaptadas do sistema prisional, que terão o custo para o governo de São Paulo de R$ 0,80 por peça", disse.

O tucano também anunciou que a delegacia eletrônica registrará pela internet crimes como ameaças, estelionato, roubo ou furto, crimes contra o consumidor. A exceção são crimes como homicídio, latrocínios, estupros e violência doméstica.

No início da entrevista coletiva, Doria mostrou exame que fez para coronavírus, que deu resultado negativo. O exame foi feito no Hospital Albert Einstein e uma contraprova será feita pelo Instituto Adolpho Lutz.

A medida mais uma vez coloca Doria em oposição ao presidente Jair Bolsonaro, que vem se recusando a mostrar o teste, que, segundo ele, deu negativo. 

Doria aproveitou para informar que depois de mais de um ano fará, ao lado dos governadores do Sudeste, uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro para discutir medidas de enfrentamento ao coronavírus. "Quero informar que amanhã às 9 horas da manhã, os governadores dos estados do Sudeste (Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo) estarão em reunião virtual com o presidente Jair Bolsonaro e seus ministros. Das 9h às 10h de amanhã quarta-feira."

"Há 15 meses que os governadores não têm nenhuma reunião nem virtual, nem presencial com o presidente da República", relatou.

Doria anunciou que o Hospital de Caraguatatuba, no litoral Norte de São Paulo, será inaugurado na próxima segunda-feira (30). O valor do hospital foi de R$ 188 milhões.

"A Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo vai antecipar a abertura do Hospital de Caraguatatuba, no litoral norte de São Paulo. Esse hospital estará operando já a partir do próximo dia 30 de março, segunda-feira, a sua primeira etapa de Unidades de Terapia Intensiva, a segunda etapa dia 15 de abril."

Mais do ACidade ON