Aguarde...

Cotidiano

Você não está feliz com o valor da sua aposentadoria?

Eu vou explicar quais são os principais erros na hora de pedir a aposentadoria e, para quem já está aposentado, como fazer a revisão do benefício

| ACidadeON/Ribeirao


Advogado e empreendedor social Hilário Bocchi (Foto: Divulgação)

São muitos os motivos que podem deixar o beneficiário insatisfeito com o valor da aposentadoria, mas pode ser que você ainda tenha direito a receber mais. Entenda!

Cada dia que passa recebe menos? Você pagou mais do que está recebendo? Para quem ainda vai se aposentar não precisa passar por este drama. Dá para evitar erros de aposentados que já passaram por isso. Eu vou explicar quais são os principais erros na hora de pedir a aposentadoria e, para quem já está aposentado, como fazer a revisão do benefício e ainda cobrar o dinheiro dos meses atrasados que a Previdência não pagou. Não é preciso ser especialista para saber que o valor do benefício perdeu valor ao longo dos anos. Que o salário-mínimo aumentou mais que as aposentadorias e que hoje, em relação ao passado, o poder de compra caiu mais de 40%.


REVISÃO DA APOSENTADORIA

Para fazer a revisão da aposentadoria, e ganhar dinheiro com isso, tem um caminho certo. Não dá para ficar acreditando naquelas cartinhas e naqueles telefonemas de gente que você nunca viu e que te promete mundos e fundos. Ou você quer ser enganado? E quem ainda não se aposentou não pode confiar só no site do INSS. Tem que assimilar tudo que eu escrever daqui para frente para quem já está aposentado, para não cometer o mesmo erro. Então vamos lá. Vou falar dos 4 passos, do segredo que o INSS não conta e, em seguida, vou dar uma lista de situações que podem aumentar sua aposentadoria.


4 PASSOS

1. O primeiro passo é entrar no site do INSS, no MEU INSS, e fazer a solicitação da cópia do processo de aposentadoria.

2. Com o processo em mãos, vai ser dado o segundo passo, é hora de conferir se a Previdência computou todo seu tempo de serviço e se todos os salários foram incluídos no cálculo do benefício. Quem teve mais de um emprego, os salários de contribuição têm que ser somados viu.

3. O terceiro passo é fazer cálculos previdenciários. Você não vai querer pedir uma revisão e ver o valor do benefício cair né! Caso você não saiba fazer o cálculo, peça a ajuda de um amigo, de um parente e se ainda assim não der certo, agora é a hora certa de consultar um especialista que possa te ajudar a passar desta fase.

4. Depois de verificar que o valor do benefício vai aumentar, você está pronto para dar o quarto passo. Solicite a revisão no site do INSS. Eu já falei dele aqui: o MEUINSS.


SEGREDO

Chegou a hora de revelar um segredo. Se o INSS não aceitar sua revisão, não desista. Ele nunca vai dizer para você procurar a Justiça. Muitos benefícios negados pelo INSS são conquistados na Justiça.


LISTA PARA NÃO ERRAR

Agora eu vou te contar algumas situações em que a revisão da aposentadoria é quase certa que pode aumentar o valor do seu benefício e ainda receber uma grana do passado. Para quem vai se aposentar tem que prestar atenção nisso.

1. Recuperar tempo do passado. Quem não teve um período em que foi empregado e que não foi registrado. Ou que trabalhou por conta própria e não pagou as contribuições. Todo tempo de serviço pode ser recuperado e em alguns casos nem precisa indenizar o INSS.

2. Provar que a atividade é especial. Quem exerceu atividade de risco à saúde ou à integridade física pode pedir o aumento do valor do benefício ou até trocar de espécie de aposentadoria. De tempo de contribuição para aposentadoria especial. Ou ainda conseguir tirar o fator previdenciário. São muitas opções.

3. Reclamação trabalhista. Quem teve um processo trabalhista tem que conferir se tudo que foi ganho na Justiça foi incluído na aposentadoria. Normalmente não é. Também dá para aumentar o valor do benefício. Tá vendo, existe uma séria de possibilidades de fazer a revisão do valor do benefício. E não, errar, para quem vai se aposentar na hora de fazer a solicitação no INSS. 
 


Mais do ACidade ON