Aguarde...

ACidadeON São Carlos

SÃO CARLOS
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

EMEB do Eduardo Abdelnur vai atender 780 alunos no ensino fundamental

Escola deve ficar pronta no mês de novembro e irá custar R$ 4 milhões. Prédio terá capacidade para atender até 780 alunos

| ACidadeON/São Carlos

Secretário de Educação Nino Mengatti esteve no local.
 

A Prefeitura de São Carlos, em parceria com a Caixa Econômica Federal, também está construindo uma Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) no Residencial Eduardo Abdelnur por meio do projeto "Espaço Educativo Urbano". O prédio terá capacidade de atendimento de até 780 alunos, em dois turnos (matutino e vespertino), e 390 alunos em período integral. São 12 salas de aulas, além de uma quadra poliesportiva coberta para atender alunos do ensino fundamental.  

No total serão investidos R$ 4 milhões com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), por meio da Caixa Econômica Federal, instituição financeira operadora dos empreendimentos. A Prefeitura, além de ceder o terreno, realizou a chamada pública para a seleção de empresa de engenharia civil especializada na construção de uma escola no padrão do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação). A vencedora da chamada pública foi a Infratécnica Engenharia e Construções.  

"A obra já saiu da fundação e as paredes já estão sendo levantadas. Acreditamos que até o aniversário de São Carlos, 4 de novembro, esta obra já esteja finalizada. Vamos fazer o mapeamento no bairro, mas a princípio a ideia é oferecer vagas do 5º ao 9º ano do ensino fundamental. Com a finalização dessa escola e da creche que estamos construindo também aqui no Eduardo Abdelnur para crianças de 0 a 6 anos, no total no próximo ano vamos disponibilizar mais de 1.000 vagas para essa região. Isso demonstra que o investimento na educação é uma constante no governo do Prefeito Airton Garcia", afirma o secretário de Educação Nino Mengatti.  

Para o prefeito Airton Garcia a construção das escolas vai beneficiar as famílias que, até então, são obrigadas a matricular seus filhos em escolas em outros bairros, longe de suas moradias. "Oferecemos o transporte, mas entendemos que é bem melhor para os pais quando os filhos conseguem vagas em escolas do próprio bairro. É uma região bem populosa e essas escolas vêm para suprir essa demanda", disse Garcia.  

Nesta quinta-feira (14), o secretário vai para a capital quando participa de audiência com o presidente da Fundação do Desenvolvimento da Educação (FDE), Leandro Damy. Na pauta da reunião a liberação de recursos, no valor de R$ 2,7 milhões, para a construção de um CEMEI no Planalto Verde para atender 260 crianças com idade entre 4 meses e 6 anos. Os recursos foram garantidos ano passado pelo Estado.


Mais do ACidade ON