Aguarde...

Política

Troca-troca de partido envolve 9 vereadores e o prefeito de São Carlos

O PSL foi o que saiu mais fortalecido da janela partidária. Confira a lista completa

| ACidadeON/São Carlos

Na imagem, temos os vereadores, os suplentes atuais e alguns que passaram por essa legislatura.

Durante a chamada "janela partidária", encerrada dia 3 de abril, nove vereadores de São Carlos trocaram de partido. O prefeito Airton Garcia também deixou o PSB e foi para o PSL, partido que tem a segunda maior bancada da Câmara Federal, com 52 deputados.  

A partir da reforma eleitoral em 2015, os detentores de mandato eletivo em cargos proporcionais foram autorizados a trocar de legenda nos 30 dias anteriores ao último prazo para filiação.  

De acordo com o cientista político Bruno Silva, os motivos que levam os políticos a trocar de partido são diversos. "Neste ano, nós temos uma novidade nas eleições, que vão ocorrer com a impossibilidade da celebração das tradicionais coligações eleitorais. Então, os partidos que desejam organizar as suas chapas precisam, obviamente, pensar no trabalho prévio, que é justamente esse trabalho de filiação para tentar trazer nomes que possam ter uma maior quantidade de votos nas urnas. "  

"Além do mais, tem também fatores que podem pesar nessa migração, que vão desde a maior ou menor visibilidade do partido a nível nacional, promessas feitas por líderes de partidos, desejo de se vincular algumas figuras importantes, ou figuras que sejam importantes no xadrez político do estado ou nacional. Mas, geralmente, esse cálculo da migração é feito observando o cenário local, as possibilidades e oportunidades", explicou Silva.  

Em entrevista ao ACidade ON São Carlos, quando anunciou a saída do PSB, o prefeito Airton Garcia explicou que, se for candidato à reeleição, vai receber algumas vantagens do novo partido. "O PSL tem a maior bancada de deputados federais, então ele tem o maior tempo de televisão. Se você resolver ser candidato, você tem um partido que tem mais tempo de televisão e leva vantagem. Além disso, tem um limite de gasto por campanha que é de R$ 1,5 milhão, se eu for candidato, o partido vai ajudar com a cota máxima", disse o prefeito na época.

Confira quais vereadores mudaram de partido: 

- Laíde da UIPA era do MDB e foi para o PSDB. 
- Marquinho Amaral era do MDB e foi para o PSDB. 
- Moisés Lazarine era do DEM e foi para o PSL. 
- Elton Carvalho era do PSB e foi para o Republicanos. 
- Cidinha do oncológico era do Solidariedade e foi para o Progressistas (PP). 
- Robertinho Mori era do PSDB e foi para o PSL.  
- Leandro Guerreiro era do PSB e foi para o Patriota.
- Paraná Filho era do PSB e foi para o PSL.
- Roselei Françoso era da Rede e foi para o MDB. 

 

Leia mais: Veja quais vereadores de São Carlos estão há mais tempo no cargo

Mais do ACidade ON