22 de julho de 2024
- Publicidade -
EP Agro

Conab reduz projeção para safra de grãos 2023/24

Expectativa é que o país produza 295,4 milhões de toneladas de grãos

Safra de grãos (Foto: Governo Federal)

A Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) anunciou uma redução na estimativa para a produção total de grãos no Brasil para a safra 2023/2024. De acordo com o 8º Levantamento da Safra de Grãos 2023/2024, divulgado em 14 de maio, a produção deverá ser 7,4% menor em comparação ao período anterior.

Nova projeção da safra de grãos 2023/2024

A nova previsão aponta para uma produção de 295,4 milhões de toneladas de grãos, uma queda de 24,3 milhões de toneladas em relação às 319,8 milhões de toneladas registradas na safra anterior, que foi recorde. Essa estimativa é também inferior aos 317,5 milhões de toneladas previstos no primeiro levantamento da atual safra.

Impacto do clima e outras variáveis

A redução deve-se a ajustes na área plantada de culturas como soja e milho. No entanto, o levantamento ainda não contabiliza as perdas causadas pelas enchentes no Rio Grande do Sul desde o fim de abril, que têm dificultado o acesso às propriedades rurais e a avaliação precisa dos danos.

Não é possível ainda ter precisão nas perdas para o setor no estado. Os níveis de água estão elevados e o acesso às propriedades é difícil, impossibilitando uma avaliação mais detalhada”, explicou Edgar Pretto, presidente da Conab.

LEIA TAMBÉM

Por que o limão-taiti não é limão? 

Vai faltar arroz no Brasil? RS é o principal produtor do país

- Publicidade -

Efeitos nas culturas

Arroz

O impacto das enchentes no Rio Grande do Sul afetou cerca de 8% da área plantada de arroz. A produção de arroz está estimada em 10,4 milhões de toneladas, mas as frequentes chuvas no principal estado produtor resultarão em perdas.

Trigo

- Publicidade -

A crise climática também atrasou a semeadura de trigo no Rio Grande do Sul, tradicionalmente o maior produtor do grão no Brasil.

Feijão

Apesar das adversidades climáticas, a produção de feijão deve aumentar 9,5% no ciclo 2023/2024, totalizando 3,32 milhões de toneladas, graças ao aumento da área plantada e melhores condições climáticas em estados como Minas Gerais e Paraná.

Soja

A produção de soja está projetada em 147,6 milhões de toneladas, uma redução de 4,5% em relação à safra anterior. Apesar do aumento de 3,8% na área plantada, a produtividade caiu devido às condições climáticas adversas.

Milho

A produção total de milho para 2023/2024 deve cair 15,4% em comparação com o ciclo anterior. A primeira colheita foi fraca devido ao clima adverso, mas espera-se uma produtividade mais alta na segunda colheita em estados como Mato Grosso.

Consumo e comércio

A Conab elevou a estimativa de consumo de arroz no Brasil para 11 milhões de toneladas na safra 2023/2024, impulsionada por políticas públicas de incentivo ao consumo. As importações de arroz foram ajustadas para 2,2 milhões de toneladas, enquanto as exportações foram reduzidas para 1,2 milhão de toneladas.

A projeção de exportação de soja é de 92,5 milhões de toneladas, mas essa estimativa pode ser revisada conforme os impactos das chuvas no Rio Grande do Sul forem melhor avaliados.

Compartilhe:
Rafaela Viveiros
Formada em Jornalismo pela Universidade Paulista (Unip). Jornalista do Grupo EP, repórter do Tudo EP, está no portal desde 2021 e possui experiências com produção de matérias para os portais, edição de vídeos, imagens e criação de conteúdo para as redes sociais.
- Publicidade -
plugins premium WordPress