13 de junho de 2024
- Publicidade -
Tudo Notícias

Por que o nome da igreja é Bola de Neve?

Unidade da Bola de Neve envolvida em polêmica é apenas uma das mais de 30 células Igreja; saiba mais sobre o nome da congregação

Unidade da Bola de Neve envolvida em polêmica é apenas uma das mais de 30 células Igreja. (Foto: Reprodução/Redes sociais)

No último fim de semana, a Igreja Bola de Neve em Balneário Camboriú (SC) virou alvo de acusações de ex-membros, que acusaram a entidade de desviar doações em benefícios dos pastores Ana Lúcia Paixão e Natanael Nunes. Entretanto, a unidade envolvida na polêmica é apenas uma das mais de 30 células da congregação, que tem despertado as curiosidades dos internautas. Afinal, por que o nome da igreja é Bola de Neve?

Por que o nome da igreja é Bola de Neve? 

De acordo com uma matéria publicada no site da prefeitura de Ribeirão Preto (SP) sobre uma das células da congregação, a Igreja Bola de Neve tem esse nome por causa da ideia de começar pequena e “crescer de forma progressiva e ininterrupta”, assim como uma bola de neve. 

Onde é a sede da igreja? 

A sede da Igreja Bola de Neve fica na Lapa, em São Paulo (SP).

Qual é a doutrina da Bola de Neve? 

A congregação é uma igreja pentecosal brasileira que, em seu início, tinha um apelo voltado ao público jovem, por ser mais “informal”. Com base na tese foucaultiana, a entidade acredita que os cristãos devem esquadrinhar constantemente as vontades do coração e os anseios da “carne”, para assim conhecê-los e eliminá-los.

LEIA TAMBÉM

Uber amplia serviços no Brasil com Uber Health e Uber Green

X planeja ocultar curtidas públicas na plataforma

- Publicidade -

O que aconteceu?

Segundo as acusações, a igreja Balneário Camboriú estaria envolvida no desvio de recursos de doações feitas por fiéis ao IPE (Instituto para Empreendedora), uma organização ligada à congregação, em benefício dos pastores Ana Lúcia Paixão e Natanael Nunes. 

“As pessoas que doaram R$15.000, R$10.000, R$5.000 começaram a nos procurar denunciando que foram enganadas pelos pastores”, disse Marcio Bieda Junior, um dos ex-membros. 

Uma extensão do projeto Casa das Anas da igreja o IPE é um abrigo para mulheres que foram vítimas de violência. Ele seria mantido com verbas públicas da prefeitura de Balneário Camboriú e dirigido pela pastora Ana Lúcia.

- Publicidade -
Compartilhe:
Larissa de Morais
Formada pela Universidade São Francisco, é repórter no Tudo EP | ACidade ON, site de entretenimento da EPTV, onde também foi assistente de mídias digitais e estagiária de jornalismo. Com passagem por sites de entretenimento e jornalismo independente, tem experiência em redação de material jornalístico para editorias de diferentes segmentos de hard e soft news e em produção de conteúdo para a internet.
- Publicidade -
plugins premium WordPress