Aguarde...

ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Restaurante da Unesp não reabre por falta de móveis e equipamentos

Reitoria diz que não tem dinheiro para terminar reforma do espaço, que está fechado há 4 anos

| ACidadeON/Araraquara

Restaurante da Unesp não está funcionando
Estudantes da Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Araraquara cansaram de esperar pelo restaurante universitário. É que o local foi fechado há quatro anos para reforma e, apesar das instalações estarem prontas, o local ainda não foi reaberto. A reitoria disse que não tem dinheiro para mobiliar e nem para comprar os equipamentos.  

Diante de uma reforma tão longa, a assessoria da Unesp justificou que houve três rescisões de contrato por as empresas descumpriram itens contratuais ou abandonarem o trabalho.  

A empresa que começou a reforma na bandejão faliu pouco tempo depois e uma nova licitação foi realizada.  

A universidade entrou na Justiça e, no caso da última rescisão, propôs um acordo pra conclusão da obra. Mas a reforma não foi finalizada porque faltam partes essenciais, como a revisão do sistema de gás e a instalação de água quente.  

Dificuldades
Com o local fechado, os gastos com alimentação apertam o orçamento dos estudantes do campus, que fica nos limites da cidade. Cerca de 50% dos estudantes são cotistas.  

"Por participar de cursos de extensão, a gente fica mais tempo na universidade e precisa ter mais essa preocupação da comida. Ou a gente faz em casa e trás, ou temos que comprar", disse o universitário João Pedro Azevedo.  

Segundo o presidente do Centro Acadêmico da Unesp, Charles dos Santos Cruz, alguns alunos já desistiram do curso por causa da alimentação.  

"Infelizmente houve casos que pessoas abandonaram o curso porque estavam passando fome e não tinham dinheiro para se manter devido a falta do restaurante", contou Cruz.  

"É questão de política de permanência na universidade. Existem pessoas que o gasto com o almoço impacta demais no orçamento no fim do mês. Pagar R$ 10 ou R$ 15 em cada refeição é muito difícil", disse o universitário Gustavo Abdalla Filho.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook