Aguarde...

cotidiano

Araraquara confirma mais 48 casos de coronavírus

Com as novas confirmações, a cidade chega a 2.173 notificações

| ACidadeON/Araraquara

Araraquara soma 2.173 casos do novo coronavírus 
Em novo boletim divulgado nesta quinta-feira (06), pelo Comitê de Contingência do Coronavírus, das 201 amostras enviadas para os laboratórios da Unesp, Uniara e Particulares, 48 deram positivo para a covid-19.

Com as novas confirmações, Araraquara chega a 2173 casos confirmados da doença.  

O boletim completo, com número de curados e internados, deve ser divulgado até final da manhã. 

DECRETO 
A Prefeitura publicou nos Atos Oficiais o decreto municipal que estende a quarentena até o dia 19 de agosto. O documento também traz ajustes nos protocolos sanitários e novas normas que devem ser seguidas pelos estabelecimentos comercias e prestadores de serviços. São decisões tomadas pelo Comitê com base nas análises diárias da evolução da doença na cidade, incluindo o avanço do número de casos e o relaxamento do isolamento social.

Entre outras determinações, o horário de atendimento presencial no comércio passa a ser das 10 às 16 horas, de segunda-feira a sábado, com aferição de temperatura de todos os clientes, tapetes de sanitização em todos os pontos de entrada e saída e desinfecção total antes da abertura, durante o expediente e após o fechamento das atividades diárias, entre outras medidas. Shoppings centers também podem funcionar com atendimento presencial por seis horas diárias, desde que entre as 11 e as 21 horas.

Bares, restaurante e similares devem manter atendimento presencial limitado a 6 horas diárias, com encerramento às 23 horas de segunda-feira a sábado e às 16 horas aos domingos. Entre outras normas, serão admitidas no máximo 2 consumidores por mesa e o estabelecimento deverá realizar cadastro dos consumidores que forem atendidos presencialmente, com nome, endereço, telefone de contato e a temperatura aferida. Continuam vedadas mesas em calçadas ou em ambientes externos ao estabelecimento.

Também fica proibida a realização de atividades coletivas com aglomeração de pessoas por todos os munícipes, bem como pelos demais coletivos e entidades associativas, partidárias, desportivas, condominiais, educacionais, de entretenimento, dentre outros. Assim como a realização de atividades desportivas aquáticas, individuais ou coletivas.

A realização de atividades por entidades religiosas fica condicionada à adequação aos protocolos sanitários do Plano São Paulo e apresentação de protocolo sanitário de higienização e distanciamento social para as atividades a serem desenvolvidas, o qual deverá ser aprovado por este Comitê.

Os órgãos responsáveis estão intensificando a fiscalização do cumprimento do decreto municipal. 


Mais do ACidade ON