Aguarde...

cotidiano

Edinho não vê condição e retorno das aulas pode ser adiado

Inicialmente previsto para ocorrer no dia 1º de março, prefeito afirma que não há condição para retorno presencial

| ACidadeON/Araraquara

Volta às aulas em Araraquara está indefinida por causa da pandemia da covid-19 (Foto: Código 19)
 

O prefeito de Araraquara, Edinho Silva (PT), acredita que não há condição para o retorno presencial das aulas. Em meio ao pior cenário da pandemia da covid-19, o chefe do Executivo afirma que se o quadro não mudar, não há chance de retorno seguro das aulas na cidade. 

Inicialmente previsto para ocorrer no dia 1º de março, o cumprimento dessa meta está ameaçado depois que a cidade estendeu até às 6 horas de sábado (27) as regras rígidas de circulação por causa da alta transmissão da covid-19. 

"Temos que seguir a ciência. No cenário de hoje não tem a menor possibilidade das aulas voltarem. Não tem como, porque nós estamos falando de uma curva ascendente de contaminação, ou seja, temos que impedir que as pessoas circulem e para isso temos que desativar todas as atividades", explica em entrevista à CBN Araraquara.  

Edinho Silva (PT) acredita que não há chance de retorno seguro das aulas neste momento (Foto: Amanda Rocha)

"No cenário de hoje as aulas não retornam, a não ser que a gente faça com que essa curva caia muito na próxima semana, o que acredito ser impossível. Na minha avaliação, do ponto de vista científico, só poderemos avaliar na segunda semana de março", completa. 

REGRAS MAIS RÍGIDAS
Com o crescimento de casos e mortes por covid-19, a cidade de Araraquara está desde às 12 horas do último domingo (21) em lockdown total. A medida mais restritiva terminaria nesta terça-feira (23) às 23h59, mas foi ampliada até às 6 horas de sábado (27).


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON