ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

Economia

Receita Federal de Araraquara notifica 114 empresas para cobrar R$ 12,5 milhões em dívidas previdenciárias

Segundo o Fisco, companhias que não regularizarem pendências fiscais poderão ter de pagar multas que chegam a 225% da dívida original

| ACidadeON/Araraquara

 

Receita notifica empresas de Araraquara e região (Foto: Reprodução/EPTV)
A Receita Federal de Araraquara deve notificar 114 empresas em que foram encontrados indícios de sonegação de cerca de R$ 12,5 milhões. Segundo o Fisco, as contribuições deveriam ter sido pagas entre setembro de 2013 e dezembro de 2017.  

Neste primeiro momento, o foco é a contribuição do Grau de Incidência de Incapacidade Laborativa decorrente dos Riscos Ambientais do Trabalho (GILRAT), responsável por custear parte dos afastamentos por acidentes de trabalho.  

"Se for grau baixo é custo de 1%, se for médio, 2%, e auto risco 3%. Esses percentuais podem ser agravados em até 100% ou podem ter uma redução de 50%, dependendo do número de acidentes que ocorreram em cada empresa", explicou o auditor fiscal Osvaldo Magno Freixo.  

Notificações

O Fisco afirmou que as empresas têm até 31 de outubro deste ano para se "autorregularizarem", ou seja, encaminhar uma Guia de Recolhimento do FGTS e de Informações à Previdência Social (GFIP) retificadora e efetuar o recolhimento das diferenças de valores, com os acréscimos legais.  

"A carta é justamente para que a empresa espontaneamente faça a regularização. A partir dessa data, a receita federal passará a cobrar administrativamente e a multa pode chegar a 225%, inclusive com o risco de uma representação fiscal para fins penais", disse Freixo.  

Os contribuintes que tiverem dúvidas ou quiserem confirmar a veracidade das cartas enviadas podem acessar o site da Receita Federal.