Aguarde...

Economia

Maquiadora de Araraquara se reinventa e conquista espaço na internet

Bruna Beltrame viu o sonho esbarrar na pandemia do coronavírus, mas buscou a internet para se reinventar

| ACidadeON/Araraquara

Bruna Beltrame investiu em conteúdos pela internet para vencer a crise causada pela pandemia (Foto: Divulgação)

A chegada da pandemia do novo coronavírus trouxe desafios para muitos profissionais autônomos, principalmente, para aqueles ligados à área de eventos. Contudo, mesmo diante da agenda vazia com casamentos e formaturas desmarcados, a maquiadora e professora de automaquiagem araraquarense Bruna Beltrame viu uma oportunidade de transformar o seu negócio em uma corrente online de beleza e cuidado próprio. 

Sem as clientes que atendia de maneira presencial, o prejuízo com os investimentos feitos em seu estúdio começou a chegar. Para não desistir do seu sonho e interesse pela maquiagem, Bruna investiu na internet. 

"Pensei em desistir, mas quando olhava para trás e me recordava de como comecei, eu pensava comigo mesma: é só mais uma crise, e por que não fazer dela uma oportunidade? Através do Instagram, comecei a reforçar e postar mais conteúdo de automaquiagem, sempre incentivando o autocuidado, já que o momento também estava pedindo que nos olhássemos com mais carinho", conta. 

Mesmo que a pandemia tenha sido um dos grandes desafios da sua vida profissional, a maquiadora conta que esta não foi a única intercorrência da sua carreira. "A minha história com a maquiagem começou no final do ano de 2015, quando minha mãe foi demitida do trabalho dela e, sem sucesso em conseguir um novo emprego, ela ficou completamente abalada e triste". 

Para reverter a situação e conseguir manter as contas da casa em dia, as duas se tornaram consultoras de cosméticos e começaram a bater de porta em porta pela rua onde moravam oferecendo sessões de cuidados com a pele para demonstrar os produtos. Como estratégia de venda, Bruna também passou a gravar vídeos para o YouTube, fazer resenhas e demonstrações de uso. 

"As pessoas viam os meus vídeos, mesmo quando não tinham muito alcance, e me pediam para maquiar comigo. Me lembro perfeitamente da minha primeira cliente, uma amiga de faculdade que eu cobrei R$ 50,00 na época. Nem curso profissional eu tinha ainda", conta. 

Com desejo de se aproximar mais da maquiagem, ela pediu para trabalhar em um salão, fez um teste e passou. Mesmo quando não tinha clientes, Bruna conciliava seu trabalho semanal com horas de seus sábados aprendendo como era a rotina de atendimento e tratamento das noivas. Até que, em 2017, abriu seu próprio negócio. 

"Montei minha própria sala de maquiagem, vendi meu carro para fazer os móveis e comprar uma cadeira de qualidade. Investi quase tudo em produtos e cursos. Mas, infelizmente, depois do primeiro dia de noiva no novo espaço, fui assaltada, quebraram a porta, alguns dos meus materiais foram arremessados e furtaram a minha câmera profissional. Foi um dano muito além do material", diz. 

Mesmo diante das incertezas, Bruna continuou. Alugou um local mais seguro e, coincidentemente, passou em um processo seletivo para se tornar professora de automaquiagem. Tudo voltava a caminhar bem novamente, quando chegou a pandemia para testar mais uma vez sua resiliência. 

REDE SOCIAL 
Hoje, Bruna reúne quase 24 mil seguidores em seu perfil do Instagram conquistados de forma orgânica. São pessoas, majoritariamente mulheres, que se identificaram com seu conteúdo sobre autocuidado e automaquiagem. 

"Vi nos cursos online a oportunidade de ajudar outras pessoas a se cuidarem mais, se amarem mais e mostrar o poder que a maquiagem tem de evidenciar a beleza que tem dentro de cada um de nós. Essa é a minha missão. Transformar vidas através da maquiagem e levar ainda mais beleza nos lugares onde ela está escondida", diz. 



Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON