Aguarde...

ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

Política

Em segundo discurso, Bolsonaro diz que Brasil 'começa a se libertar do socialismo'

Bolsonaro falou ainda que o Brasil tem riquezas minerais e terras férteis, e que foi eleito com a "campanha mais barata da história"

| FOLHAPRESS

O presidente Jair Bolsonaro com o vice Hamilton Mourão e suas mulheres (Foto: Sergio Moraes / Reuters/Folhapress)

RODRIGO BORGES DELFIM
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Depois de convocar o Congresso a atuar em favor de sua agenda no primeiro discurso como presidente, Jair Bolsonaro afirmou que começa a colocar em prática o projeto que "a maioria do povo brasileiro democraticamente escolheu". E que sua posse marca o dia em que "o povo começa a se libertar do socialismo. (Leia abaixo a íntegra do discurso)

"É com humildade e honra que me dirijo a todos vocês como presidente do Brasil e me coloco diante de toda a nação neste dia como um dia em que o povo começou a se libertar do socialismo, se libertar da inversão de valores, do gigantismo estatal e do politicamente correto".  

Bolsonaro falou ainda que o Brasil tem riquezas minerais e terras férteis, e que foi eleito com a "campanha mais barata da história". A fala foi seguida de gritos de "eu vim de graça" e "mito" do público presente na Praça dos Três Poderes. Bolsonaro chamou a sociedade a fazer um movimento contra o que chamou de "ideologias nefastas".  

"Não podemos deixar que ideologias nefastas venham a dividir os brasileiros. Ideologias que destroem nossos valores e tradições, destrói nossas famílias, alicerce da sociedade. E convido a todos para iniciarmos um movimento nesse sentido. Podemos, eu, você e as nossas famílias, todos juntos reestabelecer os padrões éticos e morais que transformarão o nosso Brasil".  

O novo presidente encerrou seu discurso ao lado do seu vice-presidente, o general Hamilton Mourão (PRTB), exibindo uma bandeira do Brasil. E repetiu um chavão da campanha e de seus apoiadores. "Nossa bandeira jamais será vermelha. Só será vermelha se for preciso nosso sangue para mantê-la verde e amarela".

Antes de Bolsonaro, a primeira-dama, Michelle Bolsonaro quebrou o protocolo e falou em libras aos apoiadores em frente ao Palácio do Planalto. Ela agradeceu pela saúde do marido e afirmou que os direitos da população surda serão respeitados no novo governo.   


Leia a íntegra:
Este momento não tem preço. Servir a pátria como chefe do Executivo, e isso só esta sendo possível porque Deus preservou a minha via e vocês acreditaram em mim. Juntos temos como fazer o Brasil ocupar o lugar de destaque que ele merece no mundo e trazer paz e prosperidade para o nosso povo.
É com humildade e honra que me dirijo a todos vocês como presidente do Brasil e me coloco diante de toda a nação neste dia como um dia em que o povo começou a se libertar do socialismo, se libertar da inversão de valores, do gigantismo estatal e do politicamente correto.
As eleições deram voz a quem não era ouvido. E a voz as ruas e das urnas foram muito claras e eu estou aqui para responder e mais uma vez me comprometer com esse desejo de mudança.
Respeitando os princípios do estado democrático de direito, guiados por nossa Constituição e com Deus no coração, a partir de hoje vamos colocar em prática o projeto que a maioria do povo brasileiro democraticamente escolheu, vamos promover as transformações de que o país precisa.
Temos recursos minerais abundantes, terras férteis abençoadas por Deus e um povo maravilhoso.
Temos uma grande nação para reconstruir e isso faremos juntos.
Os primeiros passos já foram dados. Graças a vocês, eu fui eleito com a campanha mais barata da história.
Graças a vocês, conseguimos montar um governo sem conchavos ou acertos políticos, formamos um time de ministros técnicos e capazes para transformar nosso Brasil. Mas ainda há muitos desafios pela frente.
Não podemos deixar que ideologias nefastas venham a dividir os brasileiros. Ideologias que destroem nossos valores e tradições, destroem nossas famílias, alicerce da nossa sociedade.
E convido a todos para iniciarmos um movimento nesse sentido. Podemos, eu, você e as nossas famílias, todos juntos, reestabelecer padrões éticos e morais que transformarão nosso Brasil.
A corrupção, os privilégios e as vantagens precisam acabar. Os favores politizados, partidarizados devem ficar no passado, para que o governo e a economia sirvam de verdade a toda nação.
Tudo o que propusemos e tudo o que faremos a partir de agora tem um propósito comum e inegociável: os interesses dos brasileiros em primeiro lugar.
O brasileiro pode e deve sonhar. Sonhar com uma vida melhor, com melhores condições para usufruir do fruto do seu trabalho pela meritocracia. E ao governo cabe ser honesto e eficiente. Apoiando e pavimentando o caminho que nos levará a um futuro melhor, ao invés de criar pedágios e barreiras.
Com este propósito iniciamos nossa caminhada. E com este espírito e determinação que toda equipe de governo assume no dia de hoje.
Temos o grande desafio de enfrentar os efeitos da crise econômica, do desemprego recorde, da ideologização de nossas crianças, do desvirtuamento dos direitos humanos e da desconstrução da família.
Vamos propor e implementar as reformas necessárias. Vamos ampliar infraestruturas, desburocratizar, simplificar, tirar a desconfiança e o peso do governo sobre quem trabalha e quem produz.
Também é urgente acabar com a ideologia que defende bandidos e criminaliza policiais, que levou o Brasil a viver o aumento dos índices de violência e do poder do crime organizado, que tira vidas de inocentes, destrói famílias e leva a insegurança a todos os lugares.
Nossa preocupação será com a segurança das pessoas de bem e a garantia do direito de propriedade e da legítima defesa, e o nosso compromisso é valorizar e dar respaldo ao trabalho de todas as forças de segurança.
Pela primeira vez, o Brasil irá priorizar a educação básica, que é a que realmente transforma o presente e o futuro de nossos filhos e netos, diminuindo a desigualdade social.
Temos que nos espelhar em nações que são exemplos para o mundo e que por meio da educação encontraram o caminho da prosperidade.
Vamos retirar o viés ideológico de nossas relações internacionais. Vamos em busca de um novo tempo para o Brasil e os brasileiros!
Por muito tempo, o país foi governado atendendo a interesses partidários que não o dos brasileiros. Vamos restabelecer a ordem neste país.
Sabemos do tamanho da nossa responsabilidade e dos desafios que vamos enfrentar. Mas sabemos aonde queremos chegar e do potencial que o nosso Brasil tem. Por isso vamos, dia e noite, perseguir o objetivo de tornar o nosso país um lugar próspero e seguro para os nossos cidadãos e uma das maiores nações do planeta.
Podem contar com toda a minha dedicação para construir o Brasil dos nossos sonhos.
Agradeço a Deus por estar vivo e a vocês que oraram por mim e por minha saúde nos momentos mais difíceis.
Peço ao bom Deus que nos dê sabedoria para conduzir a nação.
Que Deus abençoe esta grande nação.
Brasil acima de tudo, Deus acima de todos.
Nossa bandeira jamais será vermelha. Só será vermelha se for preciso nosso sangue para mantê-la verde e amarela.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON