Aguarde...

auto-on

Bom e barato: o poder das pequenas

Cinco modelos de motos que podem se tornar alternativas de trabalho para quem precisa virar o jogo em tempos de crise

| Auto ON

 

por Aldo Tizzani, do "MinutoMotor"  
especial para a AutoMotrix 


A pandemia da Covid-19 modificou radicalmente a rotina das pessoas e do transporte em todo o mundo. Nesse cenário, que pode ser agravado no Brasil por uma crise política e econômica, o uso da motocicleta como ferramenta de trabalho ou opção de mobilidade se mostra uma opção estratégica. Entregas expressas, transporte de documentos e de remédios estão criando oportunidades de emprego para muita gente usuária de motocicletas tarefas que provavelmente continuarão em alta após a temporada de isolamento social forçado. O fluxo de profissionais liberais nas ruas para manter serviços essenciais também recorre bastante à agilidade dos veículos de duas rodas.  

Motocicletas de diferentes fabricantes que se multiplicam nas cidades, na permanente tarefa de ajudar a população a enfrentar a temporada de mobilidade restrita compulsória com eficiência e agilidade. Veja abaixo uma relação de modelos com preços acessíveis, de cinco diferentes marcas, que têm se destacado especialmente nas ruas brasileiras nesses duros tempos de pandemia. Eles têm potencial para se tornar "ferramenta de trabalho" e fonte de renda de muita gente, nesta época em que os empregos formais andam cada vez mais raros.

Honda Pop 110i

Modelo mais barato da Honda, a Pop 110i traz várias características que podem fazer a diferença na hora da compra e para quem pensa em uma nova oportunidade de negócio: é confortável, ágil, econômica e oferece baixo custo de manutenção. A CUB de entrada da marca da asa usa um pequeno motor injetado, de um cilindro e 109,1 cc. Produz 7,9 cavalos de potência máxima e traz câmbio rotativo de 4 velocidades. Pesa apenas 87 quilos e faz quase 50 km/l. A "popzinha" conta com sistema de freios CBS, que distribui a frenagem de maneira equilibrada entre as rodas. Custa R$ 6.326 (mais frete).

Haojue Nex 115

Simples e funcional, a CUB da Haojue segue uma receita tradicional, mas com boa dose de modernidade estética e mecânica. Com desenho moderno, a Nex 115 esbanja personalidade, principalmente na dianteira por ter setas integradas à carenagem. O motor injetado, de um cilindro e 113 cc, gera 9 cavalos de potência máxima. O câmbio semiautomático é de 4 marchas e confere economia e agilidade. Como diferencial, a Nex 115 traz de série um bauleto, com capacidade de 26 litros. Dá para guardar um capacete fechado ou outros "cacarecos". Custa R$ 8.490 (mais frete).

Yamaha Neo 125

Com apenas 97 quilos, a scooter de entrada da Yamaha chama a atenção por seu design moderno, rodas aro 14 polegadas e facilidade de pilotagem. Equipada com transmissão CVT, é só acelerar e frear. A scooter está equipada com motor de 125 cc, que desenvolve 9,8 cavalos de potência máxima. Sob o assento, espaço para até 14 litros. Cabe um capacete aberto ou outros pequenos objetos. Conta com faróis em leds e sistema de freios UBS, que distribui as frenagens das rodas dianteira e traseira por meio do acionamento apenas do manete esquerdo. Custa R$ 9.200 (mais frete).

Dafra Horizon 150

No melhor estilo custom, a Dafra Horizon 150 lembra a Harley-Davidson 883 em miniatura. Apesar do ar retrô, a "motinho" conta com vários itens de modernidade, como freios FH-CBS, rodas de liga leve, lanterna em leds e painel combinando mostradores analógico e digital. Além, é claro, do baixo consumo de combustível, por conta do motor de 149 cc, de um cilindro que atinge 12,8 cavalos (a 7 mil rpm) de potência máxima. Custa R$ 9.950 (mais frete).

Kymco Agility 16+ 200i ABS

Com design moderno, a Agility 16+ 200i ABS é uma boa opção para encarar os grandes centros com dinamismo. A scooter da Kymco conta com motor injetado, quatro tempos, 163 cc e 12,5 cavalos a 7.500 rpm de potência máxima e transmissão CVT. Está equipada com sistema ABS, freio a disco e cabos flexíveis em malha de aço. O modelo usa roda dianteira aro 16 polegadas e traseira 14 polegadas. O bauleto é original de fábrica e tem capacidade de 26 litros. Detalhe: o bocal do combustível fica no anteparo do escudo do lado esquerdo. Custa R$ 12.490 (mais frete).   

Honda Pop 110i



Mais do ACidade ON