Aguarde...

auto-on

Mercedes-Benz: marketing itinerante

Tome nota

| Auto ON

por Luiz Humberto Monteiro Pereira
AutoMotrix

Marketing itinerante
 

caminhão Mercedes-Benz Actros: divulgação
O novo Actros rodará pelo Brasil. A Mercedes-Benz e seus concessionários deram início a uma ação de demonstração da nova linha de caminhões extrapesados, que começou a ser entregue aos clientes em julho. A primeira parada foi em Curitiba, capital do Paraná. "Estamos oferecendo aos clientes um evento de demonstração presencial e online ao mesmo tempo. Além de test-drive com instrutores da fábrica, teremos lives regionais que reforçarão os diferenciais do novo Actros", comemora Ari de Carvalho, diretor de Vendas e Marketing Caminhões da Mercedes-Benz do Brasil. Além de exibir imagens da chegada do moderno caminhão à cidade, valorizando a região e o produto, as "lives" terão atrações como um walkaround do veículo e um bate-papo com João Moita, Embaixador da Voz das Estradas. Depois de Curitiba, a próxima etapa será de 2 a 4 de setembro, em Caxias do Sul (RS). Na sequência, serão percorridas as cidades de Bauru (SP) (23 a 25 de agosto), Cuiabá (MT) (7 a 9 de outubro), Barreiras (BA) (4 a 6 de novembro), Vitória da Conquista (BA) (18 a 20 de novembro), Belo Horizonte (MG) (25 a 27 de novembro) e São Gonçalo (RJ) (9 a 11 de dezembro). O novo Actros incorpora inovações como o MirrorCam, sistema opcional que substitui os retrovisores convencionais por câmeras digitais e faz desse Mercedes-Benz o primeiro caminhão sem espelho externo do Brasil, e o assistente ativo de frenagem ABA 5 - identifica veículos, pedestres e objetos à frente e freia o caminhão sozinho, caso o motorista não tome a ação necessária. O portfólio do novo Actros é formado pelos cavalos-mecânicos com motores de 450 a 530 cavalos.

Para mover o futuro  

linha de montagem da fábrica de baterias de fosfato de ferro-lítio da BYD em Manaus/AM: divulgação
Com objetivo de popularizar os veículos 100% elétricos no Brasil, a multinacional chinesa BYD, maior fabricante mundial de baterias de fosfato ferro-lítio-ferro e de veículos elétricos e plug-in, acaba de iniciar a operação de sua terceira fábrica no Brasil, no Polo Industrial de Manaus (PIM). A unidade é dedicada à produção de baterias de fosfato de ferro-lítio (LiFePO4), inicialmente voltada para os chassis de ônibus 100% elétricos, fabricados em Campinas. Com um investimento de R$ 15 milhões, a fábrica, instalada em uma área de 5 mil metros quadrados, permite a expansão de novas linhas de produção no futuro. A nova fábrica da BYD Brasil tem capacidade de produção de até mil baterias por ano. A quantidade inicial projetada para ser entregue até novembro é de duzentas e setenta e duas baterias de fosfato de ferro-lítio. "Com o nosso investimento, também poderemos fazer parcerias com empresas interessadas em potencializar a eletrificação de seus equipamentos", avalia Tyler Li, presidente da BYD Brasil. A fábrica é automatizada e robotizada. "Estamos produzindo uma margem de vinte e oito baterias a cada dois dias. É muito rápida e técnica a operação, já que temos aqui em Manaus toda uma infraestrutura montada e robotizada para entregar as baterias com maior rapidez e mais segurança", acrescenta Li. A cidade de São José dos Campos, no interior de São Paulo, será a primeira a ser beneficiada com as baterias BYD produzidas em Manaus. Ao todo, a BYD fornecerá doze ônibus articulados de 22 metros, com zero emissão de poluentes e sem ruído.

Coletivos coercitivos  

caminhão Volkswagen Delivery 13.180: divulgação
A Iveco Bus amplia sua presença em processos licitatórios para órgãos públicos brasileiros com a entrega de sessenta e seis unidades do chassi 150S21 para o Departamento Penitenciário Nacional (Depen). Os veículos, que podem atuar em diferentes aplicações com potência e baixo custo operacional, serão utilizados no transporte de pessoas privadas de liberdade do Sistema Prisional Federal. A entrega faz parte da Ata de Registro de Preços para futuras aquisições de cento e trinta e dois veículos para a instituição. "Nossa equipe, da engenharia ao comercial, trabalhou com empenho para concretizar o negócio e posicionar a Iveco Bus entre as principais montadoras no segmento de vendas ao Governo", afirma Márcio Querichelli, líder da Iveco na América do Sul. A aquisição faz parte de uma cooperação técnica entre o Depen e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e tem o objetivo de incrementar o nível de segurança na realização de operações de escolta, demandas médicas, como exames e atendimento especializado em unidades de saúde e hospitais, e comparecimento a audiências de custódia. O chassi da Iveco Bus tem motor N45, da FPT Industrial, com quatro cilindros. O propulsor de 4,5 litros, com sistema SCR, atende às normas do Proconve-P7 e é capaz de gerar potência máxima de 206 cavalos, a maior da categoria. O torque chega a 73,4 kgfm, já disponíveis na faixa de 1.350 a 2.100 rpm. A transmissão utilizada é a Eaton FS 5406A, manual, de 6 marchas, com escalonamento compatível com as operações rurais e urbanas. O 150S21 conta com direção hidráulica, embreagem com acionamento hidráulico e dispositivo de bloqueio de ignição com marcha engatada.

Líquido e certo
 

ônibus Iveco Bus 150S21: Alexandre Andrade
O segmento de transporte de bebidas é um dos que mais movimentam as vendas de caminhões no Brasil, mesmo durante o período da pandemia. Dentro desse mercado, os veículos da Volkswagen Caminhões e Ônibus conseguiram um grande destaque no primeiro semestre deste ano. Em torno de 60% das unidades para distribuição urbana comercializadas aos maiores "players" do setor são da marca. "O sucesso nesse segmento reflete o foco no cliente, com soluções sob medida. Temos uma gama completa para transportar a carga com segurança, economia e robustez, além de oferecer todo o conforto para o motorista, seja em entregas urbanas, intermunicipais ou mesmo interestaduais", diz Ricardo Alouche, vice-presidente de Vendas, Marketing e Pós-Vendas da Volkswagen Caminhões e Ônibus. Um dos modelos que mais colaboraram para os bons resultados da marca foi o Delivery 13.180, que é equipado com motor Cummins ISF 3.8, de 175 cavalos de potência e 61,2 kgfm de torque. "O Volkswagen Delivery já é o veículo mais vendido da categoria de pequeno porte. Com isso, o valor de revenda vem aumentando a cada ano. A cabine ampla e confortável é um grande diferencial no mercado, além de oferecer ao segmento a maior capacidade de carga quando comparado aos seus concorrentes diretos", complementa Danilo Costa, consultor comercial da VW Caminhões.


Mais do ACidade ON