Aguarde...

Cotidiano

Restrições de atividades religiosas passam a valer nesta segunda (22) em São Carlos

Instituições religiosas devem atuar com até 50 pessoas na fase vermelha; entenda o que muda

| ACidadeON/São Carlos

Comitê determina novas regras para realização de atividades religiosas. Foto: CBN São Carlos

As novas medidas para atividades religiosas em São Carlos (SP) começam a valer a partir desta segunda-feira (22). Segundo a prefeitura, o decreto regra o funcionamento de atividades durante as fases do Plano São Paulo. 

O Departamento Regional de Saúde de Araraquara (DRS III), a qual São Carlos pertence, permaneceu na fase vermelha do Plano São Paulo na atualização realizada na última sexta-feira (19). A medida deve valer por duas semanas. 

Com isso, as instituições religiosas, independentemente de sua capacidade, devem realizar celebrações ou cultos com até 50 pessoas e o atendimento presencial está proibido de ser realizado a partir das 20h. 

De acordo com a prefeitura, a decisão do Comitê Emergencial de Combate ao Coronavírus determina que as instituições religiosas também auxiliem no papel de educação a respeito, principalmente, dos protocolos sanitários e ações necessárias por parte da população considerando o atual cenário pandêmico do município. 

Entre as determinações, as instituições deem informar na entrada dos locais, via placa ou cartaz, os limites estabelecimentos e adotar o protocolo sanitário como distanciamento mínimo de 1,5 metros entre as pessoas, uso obrigatório de máscaras, aferição de temperatura na entrada, higienização dos ambientes, entre outros. (Veja mais abaixo) 

As instituições que não estiverem seguindo as normas sanitárias ou a capacidade limitada determinada pelo Comitê, independente da religião, devem ser denunciadas pelo 153 da Guarda Municipal. 

Protocolos determinados em decreto:
- Capacidade máxima de 50 pessoas;
- Atendimento presencial das 6h às 20h;
- Não realização de reuniões ao final da tarde e início da noite;
- Preferência para cultos ou celebrações remotos e virtuais, e se não for viável, optar por atividades ao ar livre;
- Regulação do número de pessoas presentes e o fluxo de pessoas na entrada dos espaços;
- Demarcação de pisos e assentos com base no distanciamento social obrigatório;
- Aferição de temperatura na entrada e aplicação de questionário básico de saúde a fim de identificar a presença de sintomas de Covid-19. 

Mais informações podem ser encontradas diretamente no Diário Oficial publicado no último sábado (20).


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON