Publicidade

cotidiano

Estado oficializa 22 unidades habitacionais para idosos vulneráveis

Os imóveis são projetados com conceito arquitetônico adaptável para permitir facilidade no uso da moradia por qualquer indivíduo

| ACidadeON/São Carlos -

Casas serão construídas pelo governo. (Foto: CDHU)
A Secretaria de Habitação do Estado assina, na terça-feira (30), convênio para a construção de 128 habitações no interior paulista, 22 delas em São Carlos (SP).

Segundo o governo do Estado, as moradias são destinadas a idosos que vivem sozinhos, em situação de vulnerabilidade social. O investimento previsto é de R$ 21,6 milhões. A cerimônia será às 10 horas, na sede da pasta.

Além de São Carlos, estão previstos investimentos nos municípios de Catanduva (28 casas), Ibitinga (22), Salto de Pirapora (28) e Santa Cruz do Rio Pardo (28).

Lançado em outubro de 2019, o Programa Vida Longa integra a política habitacional do Estado e tem o caráter protetivo. É uma ação conjunta entre a Secretaria de Estado da Habitação, a CDHU e a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social, articulada com os municípios paulistas interessados.

Os imóveis são projetados segundo parâmetros de acessibilidade do desenho universal, que estabelecem um conceito arquitetônico adaptável para permitir facilidade no uso da moradia por qualquer indivíduo com dificuldade de locomoção, temporária ou permanente. O Vida Longa traz um conceito que busca agregar expressivo valor a todo o processo de socialização dos moradores. Por isso, os residenciais são projetados para ter espaços comuns de convivência e lazer.

Mais notícias


Publicidade