Aguarde...

cotidiano

Sesi-SP vai distribuir 2,5 milhões de refeições em junho

Entidade vai dar continuidade ao programa lançado em maio. Em São Carlos (SP), sete entidades estão cadastradas

| ACidadeON/São Carlos

SESI-SP irá produzir, gratuitamente, 4 milhões de refeições para comunidades carentes no estado de São Paulo. Foto: Divulgação/Assessoria de Imprensa

Dando continuidade ao programa lançado em maio, o Sesi-SP vai distribuir 2,5 milhões de refeições gratuitas para ONGs, igrejas e projetos sociais em 108 municípios do interior do Estado no mês de junho. Em São Carlos (SP), sete entidades estão incluídas no projeto.  

Desde o início do projeto, mais de 300 mil pessoas foram atendidas diariamente com a ação. Foram produzidas 4 milhões de refeições com 1,7 mil toneladas de alimentos para ajudar os mais necessitados nesta pandemia de coronavírus.  

Com o prosseguimento do projeto a entidade vai distribuir 6,5 milhões de refeições nos próximos dois meses, período em que o Estado passa por uma fase de retomada da atividade econômica.  

"Estamos agora em uma fase de reabertura gradual, de retomar a atividade econômica. Apesar dessa perspectiva, as comunidades mais vulneráveis ainda precisarão de todo apoio para se reerguerem depois das sequelas financeiras trazidas pela pandemia. Por conta disso, estendemos as doações as famílias de maior vulnerabilidade social", afirma Paulo Skaf, presidente da Fiesp e do Sesi-SP.  

SESI-SP irá produzir, gratuitamente, 6,5 milhões de refeições para comunidades carentes no estado de São Paulo. Foto: Divulgação/Assessoria de Imprensa

Nova etapa
Nesta nova etapa, serão 100 mil refeições saudáveis e balanceadas distribuídas diariamente, de segunda a sábado. O cardápio, composto por arroz, feijão, proteína e legumes, é elaborado por uma equipe de 138 nutricionistas e modificado a cada dia, levando sempre em consideração os alimentos mais frescos e as hortaliças da estação.  

Ao longo de todo o mês, o SESI-SP monta uma força-tarefa com 139 cozinheiros, 606 auxiliares de cozinha, mais de 900 colaboradores realocados de outros setores e até mesmo voluntários. Todos munidos com equipamentos de proteção individual (EPIs), como máscara, touca e luva, e seguindo restritos protocolos de segurança para a prevenção da Covid-19, o que inclui o distanciamento entre as pessoas, o trabalho em ambientes ventilados e o uso contínuo de álcool em gel.  

Em São Carlos foram selecionados desde o início do projeto: Nave Sal da Terra, Comunidade Divina Musericórdia, Núcleo Popular Tenda Oxossi, Cantinho Fraterno, Rotary São Carlos VIII, Abrigo Dona Helena Dornfeld e Paróquia São João Batista.


Mais do ACidade ON