Publicidade

cotidiano

Circuito das Águas tem alta na procura por hotéis no feriado

Taxa de ocupação varia de 45% a 100% nos municípios da região; empresários comemoram retomada do turismo da região

| ACidade ON - Circuito das Águas -

Hotéis no centro de Águas de Lindoia registram ocupação de 80% para o feriado (Foto: Divulgação)
A região do Circuito das Águas Paulista registrou uma alta na procura de hospedagem e ocupação na rede hoteleira para o feriado prolongado do Dia de Nossa Senhora Aparecida, data celebrada na próxima terça-feira (12). Segundo um levantamento realizado pela EPTV, afiliada da TV Globo, as taxas de reservas para a ocasião variam de 45% a 100%.

De acordo com o balanço feito a partir de informações divulgadas pelas prefeituras, três cidades já registram 100% de ocupação em hotéis e pousadas, dado que animou os empresários do setor na região. Dentre as áreas que mais sofreram com as restrições impostas pela pandemia está a hotelaria e a hospedagem. Confira os detalhes por cidade abaixo.

*Águas de Lindoia: 80% de ocupação na cidade / 95% nos hotéis da zona rural;
*Amparo: 60%;
*Holambra: 100%;
*Jaguariúna: 98%;
*Lindoia: aproximado de 100%;
*Monte Alegre do Sul: 70%;
*Pedreira: 45%;
*Serra Negra: 80%;
*Socorro: 100%.


Apesar da situação pandêmica continuar, o avanço da vacinação e a queda no número de mortes e internações em decorrência da doença são responsáveis por esta retomada do turismo para a região conhecida por atividades de aventura e em contato com a natureza.

Para o empresário Bruno Zanon, dono de um hotel em Águas de Lindoia com 95% de ocupação, a alta do dólar influenciou na saída de brasileiros para outros países e auxiliaram na procura de destinos para o Circuito das Águas. Apesar da alta demanda, Zanon salienta a importância das medidas de segurança sanitária para conter o novo coronavírus.

"Alguns hotéis estão exigindo sim [carteira de vacinação aos hóspedes], porém, nem todos estão fazendo esse tipo de trabalho, mas todos estão seguindo os protocolos que são exigidos pela Vigilância Sanitária. Uso de máscara, álcool em gel, medição de temperatura, luva no buffet na hora do auto-serviço", afirma o empresário.


Mais notícias


Publicidade