Aguarde...

ACidadeON

esportes

Eficiente, França aproveita poucas chances e sai na frente

Mesmo tendo chutado apenas uma vez ao gol da seleção croata, França suporta pressão adversária e tem vitória parcial, por 2 a 1

| ACidadeON/Ribeirao

Franceses comemoram vitória parcial que vai dando o bi mundial para a seleção (Foto Marcelo Machado de Melo / Fotoarena / Folhapress)
 

O primeiro tempo da decisão da Copa do Mundo da Rússia mostrou uma Croácia aplicada e valente contra uma França eficiente e fatal. Com apenas um chute a gol, a seleção francesa conseguiu abrir vantagem e conquista vitória parcial, por 2 a 1, no Estádio Luzhniki, em Moscou.

Mandzukic, contra, e Griezmann em cobrança de pênalti confirmado pelo árbitro de vídeo fizeram os gols para a França, enquanto que Perisic foi o único a conseguir balançar as redes do lado dos croatas.

O jogo
Mesmo vindo de três prorrogações nas fases anteriores da Copa, a Croácia não mostrou cansaço físico, adiantou a marcação e dificultou a saída de jogo da equipe francesa. A seleção de Didier Deschamps tentou escapar pelas laterais, mas não conseguiu dar sequência as jogadas no início da decisão.

A partida não estava fácil para a França até que a "malandragem" de Griezmann fez a diferença. O camisa 7 francês carregou a bola na entrada da área, se jogou antes de chegada de Brozovic e o árbitro argentino Nestor Pitana marcou a falta. O próprio Griezmann foi para a cobrança, Mandzukic tentou fazer o corte, mas no toque de leve de cabeça mandou a bola contra as próprias redes.

Os croatas não se abateram com a desvantagem no placar e foram buscar o empate ainda na etapa inicial. O cruzamento foi feito na área, Mandzukic e Vida tocaram na bola e ela chegou até Perisic. O camisa 4 ajeitou a jogada da perna direita para a esquerda e fuzilou no canto, sem dar chances de defesa para o goleiro Lloris.

Mas, a fase de herói de Perisic durou pouco tempo. Menos de 10 minutos depois de ter feito o gol de empate, o croata cortou cruzamento na área com o braço esquerdo. O lance não foi visto no momento pelo árbitro Nestor Pitana, porém foi acusado pelo VAR (árbitro de vídeo) e o pênalti confirmado pelo argentino. Griezmann foi para a cobrança e, de perna esquerda, deslocou o goleiro Subasic para colocar os franceses novamente na frente do marcador.

Mais do ACidade ON