Publicidade

Gravidez e bebê

Doente e amamentando: o que fazer

Tudo depende da enfermidade, vírus, bactéria ou mal-estar que você tem, mas, na maioria das vezes, o aleitamento pode continuar

| ACidade ON -

 Boa notícia: são poucas as doenças que impedem uma mãe de amamentar. Portadoras do vírus HIV, por exemplo, não devem amamentar sob o risco de transmiti-lo para o filho. Algumas enfermidades debilitantes, como a insuficiência cardíaca, também não combinam com o ato de amamentar, pois podem comprometer o estado de saúde materno. 

Febre, resfriado, gripe e viroses, de modo geral, não impedem a amamentação, mas vale conversar com o médico sob a possibilidade de usar uma máscara para proteger o bebê. Diferente do que acontecia durante a gravidez, há vários medicamentos e antibióticos permitidos às lactantes, então nenhuma mulher precisa ficar sofrendo ou esperando que o transtorno vá embora naturalmente. Aliás, quanto antes se recuperar, melhor para a criança, certo? 

Até mesmo doenças como rubéola ou hepatites A, B e C não são impeditivas. Em todo o caso, sempre comunique ao médico - principalmente se precisar recorrer ao pronto-socorro - que está amamentando e quanto tempo tem o seu bebê, para que o profissional estabeleça o tratamento mais adequado. 

Quer saber mais? BabyHome tem uma newsletter gratuita, para você saber como seu bebê se desenvolve na barriga, semana a semana. Saiba como assinar aqui.

Mais notícias


Publicidade