Publicidade

mundodosbichos

Adestrar o seu gato é possível! Essas dicas são infalíveis

Apesar de ter um comportamento diferente dos cães e ser necessário mais paciência, também é possível adestrar seu gato

| ACidade ON -

Aposto que você não sabia, mas os gatos também podem ser adestrados. Apesar de não ser tão fácil quanto ensinar para os cachorros, os felinos também podem aprender alguns truques, facilitando a comunicação entre o animalzinho de estimação e o tutor, principalmente aqueles que são mais agressivos e desconfiados. 



Os gatos são animais extremamente inteligentes e podem aprender qualquer coisa, desde que esteja dentro de suas limitações físicas. O adestramento ajuda a modelar alguns comportamentos indesejáveis, fazer com que o bichinho se exercite mais, melhorar o relacionamento com o dono e incentivar comportamentos naturais.

Existem algumas dicas que você pode seguir para adestrar o seu gato. Primeiramente, é importante entender que os felinos gostam de atenção. Então, a partir do momento em que ele está fazendo algo errado, como por exemplo, subir em cima da mesa, não adianta gritar e correr para tirá-lo de lá, pois ele estará sendo "recompensado" com a sua atenção. Na verdade, o mais interessante é ignorar. Ou seja, é necessário recompensar comportamentos positivos dando um petisco, por exemplo, e ignorar os negativos.

Existe também um comportamento que os adestradores chamam de "explosão devido à extinção do reforço" e o tutor deve estar preparado para lidar com isso. Por exemplo, se seu gato está acostumado a pedir comida de madrugada e você quer acabar com esse comportamento, é muito provável que no início ele miará ainda mais alto e andará por cima do seu rosto. Por isso, ao invés de se deixar vencer pelo cansaço, é necessário resistir até que ele aprenda que a comida não será mais servida neste horário.

Já para treinar o seu bichinho a fazer algumas coisas, ofereça sempre uma recompensa, como por exemplo um petisco. A primeira coisa a se fazer é ensinar ao gato a vir quando for chamado. Para isso, estique a mão próximo a ele e o chame pelo nome e o chame para vir, quando ele vier, dê o petisco. Depois vá aumentando a distância até que ele entenda que sempre que for chamado deve aparecer.

Outra dica é utilizar as recompensas para tarefas necessárias, como por exemplo, cortar as unhas. Geralmente os gatos não gostam, mas se você acostumar o seu amigo de quatro patas a sempre que cortar a unha ganhar um petisco, aposto que logo o problema acabará. 




O processo não é tão rápido, mas o resultado vale muito a pena.

Para conferir alguns vídeos sobre adestramento, acesse:  

https://www.youtube.com/channel/UCnvHl6QR4R2LlIAsKWdKj8g

Mais notícias


Publicidade