Publicidade

onrun

Os 6 tipos de corrida que você não pode deixar de conhecer

Da rua a montanha: o ONRUN preparou um guia completo com todos os tipos de corrida para que você escolha um, coloque o tênis e vá correr

| ON Run -

 

Se você não aguenta mais aquela vida sedentária e está em busca de uma modalidade esportiva para começar a correr, você está no lugar certo! Mas calma!

Já adianto que não é só correr, é preciso conhecer a prática e compreender qual se encaixa melhor na sua realidade, no seu tempo e na sua disposição.

Você sabe quais são os tipos de corrida mais praticados? Nãooo? Ah, relaxa! Aperte o cadarço do seu tênis, pois o ONRUN preparou, pensando em você, uma lista com os seis tipos de corrida mais praticados, suas características, seus estilos e grau de dificuldades. Abaixo você terá a oportunidade de conhecer cada uma delas. 


1. A corrida de montanha  

Na corrida de montanha Os pés não obedecem ao ritmo do corpo, mas o do relevo. (Crédito: treinus).

É uma experiência diferente! Os pés não obedecem ao ritmo do corpo, mas o do relevo. Os joelhos são exigidos de forma mais intensa. A velocidade é menor e o cansaço maior. Apesar das adversidades, a corrida de montanha é tão prazerosa quanto as outras.

Ficam para trás os buracos no asfalto e entram a terra, os troncos, as pedras e as subidas, muitas delas, íngremes. Como o próprio nome já remete, a corrida de montanha insere o corredor no contexto da natureza e faz com que ele supere, cada vez mais, os seus limites.

Para ser considerada uma corrida de montanha, o evento deve ter uma altimetria mínima, podendo ter ou não obstáculos naturais, variando sua distância de acordo com o nível do mar e estipulada pela confederação.

O portal da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAT) específica que não mais que 20% da distância deve ser pavimentada e que os percursos devem ser feitos em volta marcada.

A corrida em montanha já está bem estruturada, existindo hoje os campeonatos nacionais e internacionais da modalidade, além de várias provas durante o ano em algumas regiões do Brasil. Você pode conhecer as competições aqui: https://www.corridasdemontanha.com.br/ .  Confira a explicação sobre como ocorre a corrida em montanha neste vídeo


2. A corrida de trail running
  

O percurso da Corrida de Trail Running permite uma corrida mais intensa e exige um treinamento específico. (Crédito: Revista Trail Running).

Assim como a corrida de montanha, a de trail running também acontece em meio a natureza. De acordo com a Confederação Brasileira de Atletismo, o percurso dessas corridas em trilhas acontece numa variedade de terrenos como estradas de terra, trilhos, caminho de via única em florestas e em campo aberto como montanhas, planícies, florestas e até no deserto. 

O percurso permite uma corrida mais intensa e exige um treinamento específico, podendo variar de iniciantes, com 5 km, até atletas mais experientes, com distâncias de mais de 50 km.  Diferente da corrida de rua, o objetivo aqui é terminar o percurso sem se machucar e poder contemplar a natureza!

O percurso para esse tipo de corrida é bem marcado para que os corredores não façam um rolê alternativo e se percam durante a prova. Para isso, existe uma orientação que conta com o mapa da prova e a altimetria.

Assim é possível saber exatamente quais são as elevações do percurso que vão cobrar mais desempenho dos atletas. Entretanto, essa orientação pode ser alterada, já que muitos trajetos passam por propriedades particulares que requerem autorizações. 

Diferente das corridas de rua tradicionais, aqui o que vale é a experiência de estar em lugares de contemplação que faz um bem danado à saúde mental. E ainda, explorar capacidades físicas e psicológicas, antes impensáveis. 

3- A corrida de pista
 

As corridas de pista são uma das mais conhecidas em competições. (Crédito: divulgação).

Uns chamam de fundistas, outros de corredores de rua e os mais afinados no inglês de endurânce. Ambas as nomenclaturas estão corretas quando o assunto são as provas de fundo, aquelas acima de 5.000 metros e que podem chegar até a 42,195 metros, no caso das competições olímpicas. 

No caso das provas de fundo, o metabolismo utilizado predominantemente é o aeróbio, mas existem unidades de treinos em que a parte anaeróbia tem sido cada vez mais priorizada. 

Isso se justifica pelo alto nível técnico desse grupo de prova, em especial a maratona. Investir apenas na capacidade aeróbica, certamente, poderá afastar o atleta do pódio nos principais eventos da modalidade. As provas de fundo são classificadas em três modalidades diferentes de resistência: 

Resistência de curta duração 5000 metros
Resistência de média duração 10.000 metros
Resistência de Longa duração Maratona 

A largada nas provas de 5.000 acontece na marca dos 200 metros. Então, quando o atleta passar pela linha de chegada pela primeira vez, vão faltar 12 voltas para que ele complete a prova.

Nas provas de 10.000 mil metros, tanto a largada quanto a chegada são no mesmo lugar. Ao todo são 25 voltas na pista.

A queima da largada é bem rara, mas pode acontecer. Se rolar, segue o mesmo padrão das provas de velocidade para a sua desclassificação. Queimou, perdeu! Confira neste vídeo a explicação sobre como acontece a corrida de pista.


4. A corrida de cross country
 

A Corrida de Cross Country contempla o ar livre com terreno acidentado. (Crédito: O2Corre).

Este tipo de corrida também contempla o ar livre com terreno acidentado, os obstáculos naturais como subidas, inclinações, troncos, descidas, pequenos riachos, grama e terra batida. 

Também chamada de corrida corta mato, é uma modalidade de corrida em que os atletas praticam e competem em meio a natureza conectado com a fauna e a flora. 

A modalidade conta com provas de várias distâncias e categorias que variam de 8 a 12 km, realizadas sempre em circuito de 2,5 km, tendo um campeonato mundial específico fazendo a abertura da temporada do atletismo mundial. 

Nos Jogos Olímpicos de Paris 2024, está prevista a estreia da prova de cross em equipes mistas meninas e meninos na distância de 10km em revezamento a cada 2,5km. 

O evento é muito popular nos EUA onde é realizado por equipes, no Brasil existe a copa Brasil de cross que classifica para campeonato pan americano e em seguida as melhores equipes disputam o campeonato mundial. 

Essas provas exigem do corredor muita resistência física e técnicas eficientes. 

Se aprofunde aqui na corrida de cross country.

5- A corrida de revezamento 

Na Corrida de Revezamento o foco é a troca de bastão que acontece até a linha de chegada. (Crédito: Revista amanhã).
 


Muito comum no Japão, as corridas de revezamento, normalmente, têm como referência um evento conhecido como Ekiden, que já chegou a sediar campeonatos mundiais, inclusive, no Brasil, na cidade de Manaus, onde a equipe brasileira chegou ao pódio com a terceira colocação por equipes.

As distâncias variam, mas na maioria dos casos, é composta por percursos de 5, 10 e 7,2 metros. No Brasil, a referência é a maratona de revezamento realizada por uma rede de supermercados nas distâncias de 5,10,14, 21 km.

A corrida de revezamento rotineiramente acontece em pista, mas existem exceções. Ela também pode ser praticada na rua. Cada equipe tem quatro participantes e cada componente do grupo corre uma determinada parte do percurso. 

Assim como acontece no revezamento olímpico, a missão de cada um deles, tirando o corredor número 1, é a troca de bastão que acontece até a linha de chegada. Já no revezamento olímpico, as corridas fazem parte das provas de velocidade praticadas nas distâncias de 4x100m e 4x400m masculino e feminino e 4x400 misto. Por ser uma prova por equipes em campeonatos na pista de atletismo por pontos, o revezamento conta com uma pontuação em dobro.

Além do treinamento tradicional para a prova de velocidade, os atletas do revezamento precisam treinar a tão temível "passagem do bastão" e realizar treinos específicos para a tarefa. A ideia é ter a visão que apenas um atleta está correndo, sem paradas nas passagens. Para isso, é preciso de muito, mas muito treino e técnica.

Embora o Brasil não tenha há quase 30 anos um medalhista olímpico individual nesse grupo de provas, o atletismo brasileiro tem uma equipe competitiva no revezamento, servindo de referência para outros países nos treinos de passagem do bastão.

6. A corrida de rua

 

A corrida de rua é uma das práticas mais democráticas que existem. (Crédito: Treinus).

A corrida de rua é uma das práticas mais democráticas que existem. Tá todo mundo correndo junto e misturado. São representadas todas as classes sociais, credos, gêneros e biótipos dos mais diferentes possíveis se encontram nessa modalidade esportiva. Você pode se aprofundar ainda mais aqui.

Você pode correr sozinho, com um amigo, em grupo, na rua, nos parques, na academia e quando, por exemplo, você ficar até tarde em uma reunião. 

Na corrida de rua o que está em questão não é a explosão muscular de uma corrida curta, mas sim o prazer em correr e a resistência indispensável para que o corredor possa desempenhar os treinos com eficiência. Claro, isso é uma construção. Dia após dia! 

No Brasil, uma das provas mais tradicionais e que reúne corredores de todos os cantos do país é a corrida de São Silvestre, realizada desde a década de 1920. 

Já a largada na maratona é realizada na rua e a chegada pode ser no mesmo local de partida ou em outro espaço diferente. Vai depender da organização da prova. É bem comum os atletas saírem de um local ou cidade e chegarem em outra. 

Os benefícios da corrida de rua, e também das outras apresentadas até aqui, são inúmeros. Elimina os indesejáveis números na balança, controla o colesterol, aumenta a capacidade cardiovascular e respiratória, melhora o sono e ainda reduz os riscos de infarto. Motivos não vão faltar para que você dê início a prática de atividade física. 

Segundo a Sociedade Brasileira de Medicina Esportiva (SBME), a corrida pode ser praticada por qualquer pessoa, desde que a se tenha capacidade física para desempenhar os treinamentos e que a intensidade do esforço seja compatível com sua capacidade funcional e o trabalho aeróbio executado. 

Para os corredores iniciantes é recomendável fazer uma avaliação física antes de iniciar um programa de corrida. Partiu?

Mais notícias


Publicidade