Publicidade

onrun

Dicionário do corredor de rua: veja os termos mais usados

Para não ficar de fora da conversa entre os corredores de rua, principalmente se você está começando, confira o dicionário do corredor com os principais termos.

| ON Run -

Confira o dicionário do corredor com os termos mais utilizados para não ficar de fora das conversas. (Crédito: Arquivo pessoal).
 

Se nem as principais profissões escapam das adaptações, ou porque não dizer, das simplificações da sua linguagem, e nem os termos técnicos fundamentados em anos de pesquisa e conhecimento escapam também, com a corrida não poderia ser diferente. 

Alguns atletas, por exemplo, chamam os educativos de corrida de trequinhos: "professor, vamos fazer aqueles negocinhos esquisitos", se referindo justamente ao skipping, o clássico da corrida, utilizado pelos corredores dos 100 metros rasos até a maratona. 

Independente do nome ou apelido, o que importa é quem faz o exercício e, principalmente, realizá-lo de forma correta e com as correções pertinentes para cada nível de atleta, seja iniciante, intermediário ou mesmo avançado. Isso mesmo, esse mesmo exercício pode ser realizado de forma específica para esses três níveis de corredores. 

Mas uma coisa é certa, cada tribo acaba desenvolvendo um vocabulário próprio e a sua forma de se expressar, e em alguns casos, a mesma tribo pode ter nomes diferentes para um mesmo exercício, em especial, no Brasil que é um país continental, mas de modo geral, na corrida os termos são bem parecidos. 

Destacamos abaixo, algumas dessas terminologias ou modo pelo qual os corredores normalmente se comunicam, para você ficar por dentro dos principais assuntos que envolvem a corrida de rua e os praticantes, para você já ir se familiarizando e, principalmente, se enturmar logo nos primeiros treinos. Como dizem os jovens, para não ficar "boiando" nos assuntos!
Dicionário do corredor de rua 

Pace: é o ritmo que o atleta percorre uma determinada distância, por exemplo se você correr os 10 km em 60 minutos, seu pace médio será de 6 minutos por km. Existe também o Pace de treino, de prova e etc. 

Longão, rodagem ou percurso: é o termo dado ao treino contínuo, ou seja, correr sem pausa por um período que pode variar de 40 minutos ou mais de duas horas, dependendo do seu objetivo e condicionamento físico. 

RP ou recorde pessoal, PB ou personal best: corresponde ao seu melhor resultado em uma prova.
Prova: são os eventos de corrida (São Silvestre, integração e etc....). 

Maratona de São Silvestre: é a forma de identificar quem está iniciando na corrida, afinal a São Silvestre tem 15 km e a maratona são mais de 42 km. 

Tiros: corridas rápidas, comum nos treinos intervalados na pista ou parques.

Pipoca ou pirata: atletas que correm sem inscrição nas provas.

Quebrar, travar ou o urso montou nas costas: significa que você errou a estratégia de prova. Na maioria das vezes, acontece por iniciar a prova mais rápido e chegar bem mais lento, às vezes sendo forçado a caminhar ou desistir da prova. 

Treino leve, suave, soltura, bate-papo, suja roupa, regenerativo: significa correr bem de leve, comum dois dias antes das provas ou durante alguns treinos.

Pacers, coelhos, meta volante: são atletas contratados pelos organizadores para ditarem o ritmo da prova. 

Ir na fisio: fazer uma massagem ou um trabalho preventivo de alongamento ou postural.

Educativos, técnica, coordenação de corrida: treinos específicos para ajudar na mecânica de movimento. 

Treino na pista: treinos realizados em uma pista de atletismo, com volta de 400 metros, utilizado com frequência para os treinos intervalados e de circuito. 

Leão de treino, treina como leão e corre como gatinho: expressão usada para definir aquela pessoa que treina muito bem, mas na prova corre bem menos.

Viciado, endorfina, dopamina: termo usado para definir o atleta que treina todos os dias. 

Doido, maluco, cabeça dura, cabeçudo: termo usado para definir o atleta que sai correndo na frente junto com o pessoal da elite e acaba cansando antes dos 3 km, ou mesmo nos treinos, quer definir a prova e os treinos no início. 

Tempo run: é um treino preparatório para prova com ritmo mais rápido do que ele faria no dia da prova com uma quilometragem menor. 

Teste ergoespirométrico: tem a função de avaliar parâmetros respiratórios e a capacidade cardiorrespiratória em especial o VO2 máximo. 

Ultramaratona: prova em que o Brasil tem muita tradição. São as provas com distâncias acima da maratona, as mais comuns são os 100 km. 

VO2 Máximo: é a quantidade (volume) de oxigênio que o corpo consegue consumir e transformar em energia durante o exercício físico. 

Tênis minimalista: muito famoso em função de um livro que foi um dos mais vendidos sobre corrida, é um tipo de tênis que mais parece uma meia mais reforçada e tem a função de deixar o pé mais livre possível em contato com o chão. 

Juvenil: atleta que começa o treino lá na frente e sempre acaba caminhando ou mesmo não completando o treino por exaustão. 

Doido Maluco: atleta que sai igual um maluco nas provas e não aguenta o ritmo, pela milésima vez no ano! 

Moita: muito comum nas provas de pista, é o atleta que fica o tempo todo atrás do grupo e no final ganha a prova. 

Treinando escondido: é o atleta que fica um tempo sumido e quando aparece treina super bem com o grupo.
Escondendo o ouro: atleta que fica reclamando que está quebrado, ficou gripado e vai lá e ganha a prova. 

Agita a galera: atleta que agita a galera, mas nunca aparece nunca aparece para treinar. 

Matador de sede: atleta que toma a sua água e dos outros atletas durante o longão! 

Fundista: muito comum nas provas de pistas, são os corredores das provas acima de 5 km.  

Maior gogo: atleta que faz e acontece, mas nunca participa das provas, só corre quando ninguém vai e sabe que vai ganhar! 

Recordista mundial das redes sociais: atletas que batem recordes atrás de recordes, mas apenas nas redes sociais. 

Core: exercícios que priorizam a parte central do corpo, composto por um grupo de 29 músculos, o mais conhecido é o abdominal 

Bate Saco: como eram conhecidas as provas que não tinha boa organização e, em alguns casos, a premiação era feita na hora, por exemplo, o primeiro ganhava 100 reais e o segundo 200 reais... 

Overtraining: estado de exaustão completa ou em partes, que tem como sintomas desânimo, perda de rendimento, insônia e pode até levar ao abandono precoce na corrida. 

Largada em ondas: muito comum nas grandes maratonas, que largam grupos de atletas com tempos diferentes, dando assim mais tempo para a organização repor água e demais suprimentos aos atletas 

Maratona: mais que uma corrida, uma aula de história com distância oficial de 42,195 km. 

Meia maratona: prova que tem a metade da maratona com a distância oficial de 21,097,5 metros e não 21,1 km. 

Pisada pronada: ou simplesmente quem tem uma pisada para dentro ou pisa mais com a parte interna do pé. 

Pisada neutra: ou simplesmente quem tem uma pisada plana. 

Pisada supinada: ou simplesmente quem tem uma pisada para fora ou pisa mais com a parte externa do pé. 


E aí, faltou algum termo que você usa na sua região? 



Quer aprender como melhorar sua corrida, conquistar resultados duradouros e diminuir as chances de lesões?! 

Agora você pode treinar com a metodologia do Professor Ronaldo Dias com a parceria do ON RUN! 

Matricule-se agora mesmo no curso Corrida não é só correr e aproveite as condições exclusivas de lançamento. 

Acesse: acidadeon.com/onrun/curso

Mais notícias


Publicidade