ACidadeON

Política

'Se você comprar alguém, tem que comprar bem comprado', ensina ex-deputado

Lava Jato PP Márcio Junqueira

| Estadao Conteudo

O ex-deputado Márcio Junqueira (ex-PP) foi flagrado em um grampo da Polícia Federal (PF) afirmando a um interlocutor: "Quando você compra alguém, se você comprar alguém, tem que comprar bem comprado, porque esse cabra que se vendeu pra ti se vende pra outro também", diz.

A conversa foi divulgada pela repórter Camila Bomfim, da TV Globo, e confirmada pelo jornal O Estado de S. Paulo. Márcio Junqueira foi preso pela PF em abril, sob suspeita de tentar comprar o silêncio de um ex-assessor parlamentar que é testemunha da Operação Lava Jato. O ex-parlamentar já foi solto.

Na semana passada, a Procuradoria-Geral da República (PGR) enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma denúncia contra Junqueira, contra o senador Ciro Nogueira (PP-PI) e o deputado federal Eduardo da Fonte (PP-PE) no âmbito desta investigação.

Quando a operação foi deflagrada, a Procuradoria apontou suspeita de que eles teriam tentado impedir que o ex-assessor do PP colaborasse com as investigações da Lava Jato, o que configuraria obstrução de Justiça.

Segundo a PGR, o esquema investigado inclui o pagamento de despesas pessoais, ameaças e até proposta para a mudança do teor de depoimento que incriminaria os alvos. A suspeita de obstrução à investigação surgiu durante um inquérito que apurava repasses a políticos do PP por meio de contratos fictícios.

Defesa

A reportagem está tentando contato com Márcio Junqueira. O espaço está aberto para sua manifestação.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários