Aguarde...

cotidiano

Coronavírus: circo fica impedido de deixar Ribeirão Preto

Artistas do circo Vostok receberam ajuda de moradores de Ribeirão Preto para se manter enquanto não podem continuar com apresentações

| ACidadeON/Ribeirao

Circo Vostok se apresentou pela última vez no dia 15 de março (Foto: divulgação/Pixabay)
 
O circo Vostok, que está instalado próximo a rotatória das avenidas Caramuru e João Fiúsa, em Ribeirão Preto, ficou impedido de sair da cidade em razão da pandemia do novo coronavírus (covid-19). O circo já estava se preparando para seguir rumo a Sertãozinho.  

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE RIBEIRÃO PRETO
 
Em razão das determinações das autoridades de saúde, a direção da companhia decidiu ficar no local. Além disso, contaram com o apoio do dono do terreno onde estão instalados, para permanecer enquanto não terminar as restrições impostas para o combate da pandemia.  

"Até em respeito ao público, a gente não faria [espetáculos]. Nós entendemos que o momento agora é de respeito ao público", disse o diretor do circo, Fernando Fischer. Ele conta que o grupo tem recebido doações para se manter no período em que estão impedidos de trabalhar.  

"Agora, Graças a Deus, nós estamos abastecidos. O pessoal tem sido bastante solidário, tem feito bastante doações. Estamos agradecendo todas as doações que vieram. Nós não sabemos por quanto tempo vai durar a situação, mas esperamos que o mais rápido possível isso termine, para o bem de todos", pontua Fischer.  

O último dia que a companhia se apresentou em Ribeirão Preto nesta temporada foi em 15 de março. Agora, vão aguardar a diminuição das restrições para por o pé na estrada, novamente. "A gente sentiu que a coisa era bem mais grave do que imaginava", comenta.  

O diretor do circo conta que essa é a primeira vez pelo qual passam por situação parecida. "Engraçado, que nós em tantas ocasiões realizados espetáculos solidários, com a arrecadação de alimentos, de agasalhos e nunca imaginamos que íamos passar por uma situação dessa. E, agora, nesse momento, passamos por essa situação delicada", disse.  

Apesar disso, os artistas do circo continuam os ensaios e exercícios para "não enferrujar". "No finalzinho da tarde, eles [artistas] fazem exercícios. Eles não podem ficar parados. É questão do organismo deles, do corpo deles. Não podem enferrujar. Então, continuam fazendo exercícios, atividades, mas dentro do terreno, até para evitar de sair", completa.


Mais do ACidade ON