ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Ladrões armados levam carro de professora no Jardim Irajá

Vítima atribui a falta segurança no bairro da zona Sul de Ribeirão Preto à chegada de bares e restaurantes e à falta de patrulhamento preventivo da PM

| ACidadeON/Ribeirao

Ladrões armados renderam professora na porta de casa na rua Antônio Achê (Foto: Google)

Criminosos armados renderam uma professora de 57 anos e roubaram o carro dela, um Nissan Versa 2017, na porta de casa, no Jardim Irajá, zona Sul de Ribeirão Preto. Vítima atribui a falta segurança à chegada de vários bares e restaurantes no bairro e à falta de patrulhamento preventivo da Polícia Militar na região.  

Eram 19h20 desta quarta-feira (4). A professora chegava em casa, na rua Antônio Achê, e desceu do veículo para abrir o portão da garagem. Nesse momento, os criminosos se aproximaram em silencio. Um deles já tinha sentado no banco do passageiro do carro, quando a vítima se virou e se deu conta do que acontecia.  

"O outro homem já estava entrando no lado do motorista. Eu perguntei se aquilo era alguma brincadeira e ele mandou o outro sacar a arma. Era um arma enorme. Nessa hora, saí correndo deixando a minha bolsa, com todos os documentos dentro do carro", afirmou a professora, que disse que chegou a prensar o ladrão com a porta do veículo.    
 
Em seguida, os ladrões fugiram com o veículo, levando ainda uma cadeirinha de cachorro que estava no banco de traseiro do veículo e R$ 150 na bolsa.

Falta de policiamento 

A professora relata que os furtos e roubos de veículos têm sido comuns no bairro. "Na semana passada, a minha vizinha foi assaltada às 9h da manhã, quando saía da garagem de casa na rua Benjamin Stauffer. Há dois meses, os ladrões tentaram roubar a bolsa da minha filha na rua. Está um absurdo. Dá medo sair de casa", afirmou a mulher.  

A professora relata que mora há 30 anos no Jardim Irajá e que a criminalidade disparou no bairro após a chegada de bares e restaurantes. "Atraiu muitos ladrões para cá e isso acontece porque não vemos movimentação da polícia na rua. O bairro precisa de mais policiamento", afirmou.  

ACidade ON tentou ouvir o capitão Cícero Santos, responsável pelo policiamento na região, mas ele informou que está em férias e fora da cidade. Seguindo orientação, a reportagem solicitou informações à Sala de Imprensa da PM e aguarda o retorno, que será publicado nesta reportagem. 

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários

Veja também