13 de junho de 2024
- Publicidade -
ON Run

Entenda a importância do espírito de união e compartilhamento

Especialista e professor de corrida Ronaldo Dias dá detalhes sobre o dia a dia no centro de treinamento de Kaptagat

Especialista e professor de corrida Ronaldo Dias dá detalhes sobre o dia a dia no centro de treinamento de Kaptagat. (Foto: Reprodução/TV Globo)

O centro de treinamento de Kaptagat é administrado inteiramente pelos 25 atletas que vivem lá durante 11 meses por ano, de segunda a sábado de manhã. Aos sábados à tarde, eles voltam para passar um tempo de qualidade com suas famílias, muitas vezes na cidade de Eldoret. Além das cerca de 12 sessões de treino que fazem em uma semana típica, os atletas realizam todas as tarefas do acampamento.

“Se você olhar para a vida no acampamento, quem faz o pão é um atleta, a limpeza é feita pelos atletas, e quem faz as compras para o acampamento também é um atleta”, diz Sang. “Você não quer que os atletas vivam isolados. A ideia é garantir que esses atletas se tornem pessoas completas. Não adianta ser um grande atleta sem habilidades sociais ou desconectado da sociedade.”

Kipchoge, cuja esposa e três filhos moram a apenas 45 minutos do centro de treinamento, poderia facilmente passar seu tempo livre com a família. No entanto, ele escolhe permanecer no campo com o grupo, monasticamente isolado do resto do mundo. Kipchoge raramente fica entediado. Quando não está treinando ou descansando, ele está lendo ou ajudando nas atividades do acampamento.

LEIA TAMBÉM

Entenda por que o sono é alimento do atleta

Saiba por que ser talentoso não se resume apenas à genética

- Publicidade -

O senso de comunidade também se reflete no cuidado com o meio ambiente. Cada atleta do acampamento recebe uma árvore plantada na entrada como um gesto de boas-vindas e para simbolizar sua conexão com a natureza. 

Alguns convidados especiais do acampamento, incluindo a lenda etíope Haile Gebrselassie, também têm árvores plantadas em sua homenagem em Kaptagat. Vale destacar que o brasileiro Daniel Nascimento, melhor brasileiro nas últimas edições da São Silvestre, chegando em segundo lugar em 2021, também teve uma árvore plantada no centro de treinamento de Kaptagat.

Ocasionalmente, os atletas do acampamento dão aulas uns aos outros ou participam de debates sobre questões importantes, ajudando-os a se desenvolverem de forma holística como pessoas.

- Publicidade -

LEIA MAIS

Vai ter tsunami no Rio de Janeiro?

Compartilhe:
- Publicidade -
plugins premium WordPress