Publicidade

viagens

Número de turistas estrangeiros no Brasil despenca em 2020

O número contabiliza uma redução de 66% se comparado ao ano de 2019

| ACidade ON -

  

Um levantamento do Ministério do Turismo mostra que o ano de 2020 foi desastroso para o setor no Brasil, especialmente no desembarque de visitantes estrangeiros. Em razão da pandemia de covid-19, que teve como consequência a restrição da mobilidade de pessoas pelo mundo e fechamento de fronteiras, entraram no Brasil 2.146.435 turistas estrangeiros. O número contabiliza uma redução de 66% se comparado ao ano de 2019, quando 6.353.141 de visitantes internacionais desembarcaram nos aeroportos brasileiros.

Os dados do levantamento foram contabilizados no Anuário Estatístico do Ministério do Turismo que utiliza dados da Polícia Federal."Sabíamos que o impacto seria grande, como agora podemos comprovar, mas conseguimos nos organizar para que as perdas não fossem ainda maiores, investindo em ações de socorro ao setor, estruturação do turismo para a retomada. Nosso turismo doméstico dá sinais claros mês após mês da força da nossa entornada e ela ficará ainda mais cristalina na Temporada de Verão", comentou o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto. 

 GOSTA DE VIAJAR? CONFIRA AQUI DESTINOS IMPERDÍVEIS COM ÓTIMOS PREÇOS
 

Queda foi mais forte entre norte americanos

Entre os turistas vindos da Argentina - maior emissor de turistas para o Brasil - a queda foi de mais de 50%, passando de 1.954.725 para 887.805 visitantes. Em relação aos Estados Unidos, segundo maior emissor de turistas internacionais, a queda foi de 70,9%, saindo de 590.520 para 172.105. Entre os turistas vindos do Paraguai, a redução foi de 69,7% passando de 406.526 para 122.981.

Apesar da queda acentuada no emissivo internacional, a Argentina segue sendo o principal emissor, correspondendo a 41,4% do fluxo total de passageiros. Seguido dos Estados Unidos 8,0% - e Chile que enviou 131.174 turistas, o equivalente a 6,1%, ocupando, assim, o 3º lugar.

O estudo foi desenvolvido pela Coordenação-Geral de Dados e Informações do Ministério do Turismo. A principal porta de entrada do país continuou sendo a aérea (1.185.620), seguida da terrestre (837.270), marítima (66.973) e fluvial (56.572). (Com informações do Ministério do Turismo)

Mais notícias


Publicidade