cotidiano

Especial coronavirus

Entenda o que pode ou não no 'lockdown total' em Araraquara

Edinho Silva (PT) assina ampliação de decreto que prevê medidas rígidas de circulação

| ACidadeON/Araraquara -

Cidade segue com regras rígidas de circulação por causa da covid-19 (Foto: Amanda Rocha)
 

Com a edição de um novo decreto municipal ampliando a validade do lockdown total até às 6 horas de sábado (27) em Araraquara, o ACidade ON reúne informações sobre o que muda no período. 

COMO FICAM OS SERVIÇOS?
Supermercados:
fechados (apenas delivery);
Bares e restaurantes: fechados (delivery proibido);
Farmácias: abertas;
Unidades de saúde de urgência e emergência: abertas;
Comércio: fechado;
Setor de serviços: fechado;
Indústrias: fechadas, com exceção daquelas em que a paralisação cause danos à estrutura, a equipamentos e máquinas, além de perda de insumos; neste caso, deverá operar com número reduzido de funcionários;
Ônibus de transporte coletivo (Terminal de Integração): não circulam;
Ônibus intermunicipais (Terminal Rodoviário): circulam.
Distribuidora de gás: fechadas (apenas delivery);
Postos de combustíveis: abertos para abastecer veículo de trabalhadores ou prestadores de serviços, de segunda a sábado, das 8 às 18 horas;
Agências bancárias: somente caixas eletrônicos;
Escolas: não funcionam;
Shoppings: não funcionam;
Praças e Parques: fechados;
Salão de beleza: fechados;
Treinos de equipe de alto rendimento: proibido;
Transporte por aplicativo ou táxi: permitido com regras;
Padaria e açougues: fechado (permitido delivery).

Documento para o setor privado também conta no decreto


QUEM FOR TRABALHADOR ESSENCIAL?
Deve apresentar um documento comprovando, seja crachá, carteira de trabalho, ou um documento emitido pela empresa. No decreto tem um modelo do documento que deve ser apresentado. 

QUEM TRABALHA EM OUTRA CIDADE?
Quem mora em Araraquara e precisa trabalhar fora pode ir normalmente, ainda que exerça atividade considerada não essencial. Ainda assim é preciso ter comprovada sua necessidade de deslocamento, com o crachá, uma declaração do patrão, contrato social ou algo semelhante. 

SE PRECISAR IR AO MÉDICO?
Serviços essenciais como UPAs e hospitais não fecham. Lembrando que casos de covid-19 devem ser encaminhados para a UPA da Vila Xavier. 

PRECISO IR NA FARMÁCIA, COMO FAÇO?
A nota fiscal e a receita do medicamento deve ser apresentado como prova da necessidade de ir até a farmácia. 

SE SAIR SEM NECESSIDADE, POSSO SER MULTADO?
A resposta é sim. Durante o período de restrições, quem não comprovar a necessidade de estar na rua pode ser multado em R$ 120,58, que é o equivalente a duas Unidades Fiscais Municipais (UFMs).

Mais notícias


Publicidade