Publicidade

economia

Cervejaria anuncia R$2 bi de investimentos e 400 postos de trabalho

Implementação está dividida em duas fases previstas para 2022 e 2025

| ACidadeON/Araraquara -

Inicialmente, serão 3 milhões de litros de cerveja produzidos por ano
Araraquara vai concentrar metade dos investimentos da cervejaria espanhola Estrela Galícia nos próximos quatro anos. Ao todo serão investidos R$2 bilhões na implementação da planta da empresa, com geração de 400 postos de trabalhos diretos. 

Os investimentos serão divididos em duas fases. A primeira delas, prevista para janeiro de 2022, na ordem de R$1 bilhão, e a segunda, para 2025, com mais R$1 bilhão.  

Os números foram apresentados, nesta quinta-feira  (25), no Palácio dos Bandeirantes, na Capital Paulista, com a presença do governador João Dória (PSDB), do prefeito Edinho Silva (PT) e outras autoridades. 

A planta de Araraquara será a primeira fora da Espanha. O início das operações está previsto para o final de 2023.  

Segundo o CEO da companhia, Ignácio Rivera, a cidade foi escolhida pela quantidade e pela qualidade da água. Inicialmente, serão 3 milhões de litros de cerveja produzidos por ano.  

"Esse maravilhoso país, é o segundo mercado do mundo em valor de cerveja e nosso investimento não é apenas para brasileiros ou para o Mercosul, mas todo o mercado sul-americano. E por que São Paulo? São Paulo é um estado maravilhoso, com um dos maiores PIBs do mundo. E por que Araraquara? Estivemos procurando matéria prima, e a principal matéria prima da cerveja é a água. Estivemos a procura e encontramos essa água maravilhosa da cidade de Araraquara. Quantidade e qualidade que irão nos permitir fazer uma cerveja de qualidade aqui no Brasil", explica. 

A cerveja produzida na planta de Araraquara vai ser destinada para o mercado interno e também para países da América do Sul. 

O prefeito Edinho Silva destacou a geração de postos de trabalhos na cidade e comentou os incentivos fiscais oferecidos pelo município para atrair o investimento. 

"Nós isentamos de taxas, em especial aquelas vinculadas à construção da planta, por tanto, taxas e tributos vinculados ao processo de implantação. No auge da implantação, ela operando dentro do que foi planejado. Ela será o fator do maior valor adicionado do município de Araraquara. Tudo aquilo que o município concedeu de isenção é pequeno comparado aos benefícios que teremos no impacto da arrecadação, no aumento do nosso valor adicionado".  

Em outubro, a Câmara de Araraquara aprovou a lei que garantiu incentivos fiscais para a instalação da cervejaria. Entre os diferentes pontos previstos na lei está isenção total de Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), Imposto sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISSQN) e outras taxas municipais relacionadas à construção.  

Também serão oferecidos à empresa a isenção total da taxa de poder de polícia, além da redução para 2% na alíquota do ISSQN incidente sobre as atividades desenvolvidas pela cervejaria em Araraquara.  

O Estado não deu incentivos fiscais à empresa. Mas, segundo a secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado, Patrícia Ellen, houve outras formas de incentivo, com intermediação do Investe São Paulo - agência de Promoção de Investimentos do Estado.  

"Temos outros tipos de incentivos, como apoio na localização dos terrenos, com apoio das prefeituras, apoio para qualificação profissional e, em casos específicos, temos os modelos especiais", finaliza a secretária.

Mais notícias


Publicidade