Publicidade

Auto ON

Novo Renault Zoe chega com mais autonomia e desempenho

Com o novo motor 100% elétrico o compacto francês Renault Zoe E-Tech atinge 140 quilômetros por hora

| Auto ON -

  

Novo Renault Zoe E-Tech

Há quase um ano testamos o Zoe, modelo 100% elétrico da Renault. Gostamos muito do carro, mas era caro e a autonomia de quase 200 quilômetros era muito pequena. Agora andamos no novo Zoe. Caro continua, como todos os modelos elétricos (falta o bom senso dos governos em criar incentivos para esses modelos), mas a autonomia melhorou muito. E para melhorar tudo, ainda ficou mais potente e alegre.   

O novo Zoe E-Tech chega ao Brasil em duas versões: Zen (R$ 204.990) e Intense (R$ 219.990). O mais interessante é que, na França, o modelo custa quase o mesmo preço, mas muito desse valor é por conta do preço do euro no Brasil. Para os cidadãos europeus, o preço de pouco mais de 30 mil euros é um valor razoável.

O tamanho da nova geração do Zoe é exatamente igual ao da anterior, mas as linhas ficaram bem mais modernas e atraentes. O design arredondado é muito legal e dá uma identidade toda sua para o francês.  

Os faróis com detalhes cromados e de Full LED, dão um aparência agressiva para a frente. Já as lanternas, também de LED, têm uma assinatura toda especial. O volante (com ajuste de altura e profundidade) e a manopla do câmbio automático são novos.    
 

Novo interior do Renault Zoe E-Tech
Agora, no lugar do excesso de plásticos, o Zoe tem materiais emborrachados. Como um carro politicamente correto, 
os tecidos dos bancos e os cintos de segurança são produzidos com materiais reciclados, como "restos" de outros automóveis, garrafas pet etc. O freio agora é elétrico. O pequeno elétrico tem quatro airbags, ar-condicionado digital, chave presencial com partida por botão, computador de bordo digital, central multimídia com compatibilidade para Apple CarPlay e Android Auto, sensor de estacionamento dianteiro e traseira, controles de tração e estabilidade e assistente de partida em rampa.

Mais forte

O novo motor tem 135 cavalos, contra 92 do anterior. O torque agora é de 25 kgfm e o da geração anterior, de 22,4 kgfm. Isso é sentido logo na primeira pisada no acelerador. A potência dos carros elétricos, diferentemente dos movidos à gasolina, vem de uma vez só. Então a arrancada é muito forte. É engraçado porque, num semáforo, por exemplo, tem carros muito mais potentes, e os motoristas ficam de boca aberta por o Zoe sair muito na frente.  
Apesar de compacto o porta malas comporta 338 litros

   

O compacto francês acelera de 0 a 100 km/h em 9,5 segundos e consegue alcançar a velocidade máxima de 140 km/h. Antes era pouco mais de 120 quilômetros por litro. O modelo conta com baterias de 52 kWh, divididas em 12 módulos. A autonomia pulou de 200 para 385 quilômetros. Como foi um teste rápido, não sabemos quanto demora para realmente recarregar as baterias.O modelo também ficou muito mais silencioso.

Para quem mora numa cidade grande, o modelo é uma ótima alternativa. A marca no Brasil oferece a possibilidade de ter o modelo pelo Renault On Demand, serviço de carro por assinatura. Por R$ 3.890 mensais, num plano de 36 meses e 1.000 km por mês, você pode andar de Zoe E-Tech. A contratação é on-line, através do site www.renaultondemand.com.br.


Mais notícias


Publicidade