Aguarde...

colunistas e blogs

Plataforma digital gratuita com informações personalizadas de nutrição ajuda brasileiros a se alimentarem melhor na quarentena

Resultado de um coletivo de profissionais de tecnologia e nutrição, a Nutricuca usa metodologia de microlearning para promover mudanças nos hábitos alimentares

| Especial para ACidade ON

Nutricuca - um movimento pelo bem comer.
Não, não se trata de mais um aplicativo para se inserir altura, peso e idade e sugerir ao usuário um cardápio alimentar. A Nutricuca atua, gratuitamente, como uma nutricionista virtual que atende qualquer pessoa que tenha acesso a um smartphone ou a um computador, avaliando de forma personalizada os seus hábitos e fornecendo informações que ajudam a melhorar a alimentação.  

Podendo ser acionada a qualquer hora, em qualquer lugar, a plataforma, que já conta hoje com mais de 4 mil usuários, foi idealizada por um grupo de nutricionistas e profissionais de tecnologia e design, em prol de mais conscientização nutricional, ainda mais neste momento de confinamento social, quando há registros de piora na qualidade da alimentação dos brasileiros. 

"Diante deste cenário, o objetivo da Nutricuca é aumentar a consciência alimentar dos brasileiros, especialmente agora, quando estamos todos tão isolados", afirma Fernando "Tchê" Gouvêa, sócio-fundador da Joco, empresa desenvolvedora de trabalhos de microlearning, responsável pela criação da Nutricuca. Por meio de jornadas lúdicas, personalizadas e interativas, com duração de cerca de 5 minutos, a ferramenta faz uma anamnese dos hábitos alimentares do usuário e, a partir daí, interage com ele para fornecer as melhores informações nutricionais. Neste período de isolamento domiciliar, as primeiras jornadas têm incluído, entre outras coisas, testes de conhecimento sobre alimentos que reforçam o sistema imunológico, erros e acertos cometidos na rotina de confinamento, além de dicas sobre o assunto.  

Maria Fernanda e "Tchê" Gouvêa

Profissional da área de Produtos Digitais, Tchê idealizou o projeto em parceria com a esposa, a nutricionista Maria Eduarda Guaraná, e demais profissionais da área, que também fazem parte do coletivo. "Queremos mostrar como os alimentos podem ser nossos aliados, mais ainda na quarentena", afirma Maria Eduarda.  

O conteúdo da Nutricuca é ampliado semanalmente, sempre abordando um novo tema alimentar. Nesta quinta começou, por exemplo, a jornada Vegana e Vegetariana: https://nutricuca.com.br/directions. Além disso, a ferramenta também tem gerado métricas a partir da interação com os usuários, registrando mudanças no comportamento das pessoas, como dificuldade para saber como se alimentar bem neste momento, distúrbios no sono e até problemas no trato intestinal. E para saber como lidar com tudo isso, a gameficação tem ajudado. "Usamos técnicas do universo de games e inteligência artificial para tornar toda essa experiência bem interativa", comenta Tchê, explicando o processo de aprendizado sobre os temas. 

Para as pessoas que se interessarem em mergulhar mais no mundo da alimentação, o projeto indica conteúdos complementares, com links e vídeos. Além disso, há informações de instituições sociais ligadas à alimentação para aqueles que queiram contribuir, como o Saúde Criança. 

Cuidem-se e fiquem em paz! 

Danilo Forte 
Consultor de e-commerce e presidente ComEcomm Campinas 
Fone/whats: (16) 99321-1515 | email: campinas@comecomm.com.br
Conheça nosso projeto de aceleração de e-commerce: https://www.comecomm.com.br/

Mais do ACidade ON