Aguarde...

ACidadeON

Voltar

cotidiano

Ataque dentro da Catedral deixa ao menos cinco mortos em Campinas

Oito pessoas foram baleadas no começo da tarde desta terça-feira, dentro da Catedral de Campinas, no Centro da cidade, por um homem que se matou em seguida

| ACidadeON Campinas


Atirador entrou com duas armas durante uma missa na Catedral Metropolitana (Foto: Denny Cesare/Código19)

Um homem promoveu um massacre dentro da Catedral Metropolitana de Campinas, no começo da tarde desta terça-feira (11). Ele entrou no local e atirou, matando quatro pessoas, ferindo outras quatro e cometendo suicídio na sequência. A motivação do ataque ainda não foi esclarecida. 

LEIA MAIS 
Catedral: três vítimas estão estáveis e uma em estado grave
Catedral: Testemunha que estava na missa relata correria

Massacre da Catedral levou 2 minutos; polícia analisa imagens
Polícia identifica atirador; ele não tinha antecedentes criminais  
Sites internacionais repercutem massacre da Catedral

De acordo com a GM (Guarda Municipal), o atirador estava com duas armas e entrou na Catedral ao final da missa. Assim que estava no interior do templo, ele começou a atirar e foi até o altar, onde cometeu suicídio com um tiro na cabeça.

Câmeras da Catedral registraram o ataque. Veja o vídeo:



Oito pessoas foram baleadas e quatro morreram no local, além do atirador. Todas as vítimas são homens. Um homem chegou a ser encaminhado ao Hospital Beneficência Portuguesa, e morreu na unidade de saúde. Entre os outros feridos, duas mulheres foram socorridas - uma de 25 anos para o Hospital Mário Gatti e a outra de 40 para o HC (Hospital das Clínicas) da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas).  Uma terceira pessoa também foi para o Mário Gatti.
 
A assessoria de imprensa do Hospital Mário Gatti informou que "dois estão passando por atendimento neste momento, mas ainda não é possível passar o estado de saúde, porque o atendimento ocorre neste momento". 



TERROR

Testemunhas que trabalham no entorno da Catedral contaram que ouviram entre 20 e 30 tiros (LEIA MAIS AQUI) em um curto espaço de tempo. O clima foi de correria e terror ao redor da igreja. Algumas lojas chegaram a baixar as portas, inclusive.

A Arquidiocese de Campinas soltou uma primeira nota oficial, na qual afirma que "Ainda não temos detalhes, tendo em vista que as autoridades estão no local para as devidas providências. Assim que tivermos informações seguras e precisas, enviaremos boletim da Arquidiocese".

"O Samu e o Corpo de Bombeiros trabalharam juntos no resgate das pessoas. Cinco morreram no local e quatro foram encaminhadas aos hospitais", afirmou o major do Corpo de Bombeiros, Paulo Monteiro. 
 
No total, a Prefeitura disse que sete viaturas do Samu se envolveram nos atendimentos, além de cinco viaturas do Corpo de Bombeiros. As idades das vítimas são todas aproximadas.

Mais do ACidade ON