Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Remédios para sistema nervoso lideram consumo em Campinas

Pesquisa mostra que medicamentos para tratar distúrbios como a depressão foram os mais vendidos na cidade; seguido por problemas cardivasculares e digestivos

| ACidadeON Campinas

Pesquisa é da ePharma

Uma pesquisa realizada pela ePharma constatou que medicamentos usados no tratamento de distúrbios do sistema nervoso lideram as prescrições e vendas em farmácias de Campinas no ano passado.

O estudo acompanhou o consumo de cerca de 6.910 usuários de planos de saúde na cidade. Do total de 100.037 remédios prescritos por médicos de planos de saúde empresariais, 19,73% (19.741 unidades) foram receitados para tratamento de problemas do sistema nervoso. O índice está abaixo da média nacional de 20,4%.

Em média, cada usuário consumiu 1,2 caixa de medicamentos por mês. De acordo com a pesquisa, os medicamentos relacionados a problemas cardiovasculares e digestivos ocupam a segunda e terceira colocação, com 18,27% (18.275) e 14,14% (14.147), respectivamente.

Dos remédios receitados, 57,6% (57.676 unidades) são medicamentos prescritos (tarja vermelha), 21,6% (21.654) são vendidos com retenção (tarjas preta e vermelha, como antibióticos) e 10,9% (10.913) representam os isentos de prescrição médica.

Entre os cinco medicamentos mais dispensados nas 148 farmácias pesquisadas, três correspondem a venda sob prescrição médica, um a venda com retenção e outro é isento. A lista é encabeçada pelo Puran T4 (reposição hormonal da tireoide), seguido pelo Glifage XR (tratamento da diabetes do tipo 2 ou do tipo 1, quando associado ao uso de insulina) e Rivotril, tranquilizante de tarja preta.

Na quarta e quinta colocação figuram o Predsim (reumatismo, problemas respiratórios e alérgicos) e a Aspirina Prevent, para afinar o sangue, evitar infarto e melhorar circulação do sangue nas artérias.

A ePharma é referência no gerenciamento de programas de benefícios de medicamentos (PBM) no Brasil, estando conectada nacionalmente a 27 mil farmácias, 1,5 mil clínicas médicas e laboratórios de diagnóstico. Tem como clientes a indústria farmacêutica, operadoras de saúde e empresas de variados portes.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook