Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Moradores protestam durante visita de Doria em Pedreira

O grupo é contra a localização da construção da barragem na cidade e a manifestação ocorreu durante a visita do governador

| ACidadeON Campinas

O grupo é contra a localização da construção da barragem na cidade (Foto: Denny Cesare/Código19) 

Os moradores de Pedreira, na RMC (Região Metropolitana de Campinas) protestaram na manhã desta terça-feira (2) contra a localização da construção da barragem na cidade durante a visita do governador João Doria (PSDB).

O projeto da barragem de Pedreira é do Governo Estadual e o investimento previsto é de R$ 550 mil, junto com a barragem de Duas Pontes.

Os moradores levaram cartazes pedindo para o governador barrar a barragem. Eles não querem mais a construção da estrutura e a Prefeitura, inclusive, decretou o embargo da barragem. No entanto, a obra, feita pelo governo estadual, continua.

Doria negou que houve problema de ordem política e que o DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica), responsável pela obra, é um órgão sério, que administra bem a construção das barragens. "Aqui é preciso ter uma reserva de água, de recursos hídricos, para suportar períodos de seca. Tudo isso está sendo feito dentro do protocolo", afirmou ele.

Doria disse ainda que orientou o secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido, a visitar a cidade em agosto para ter uma reunião com a Prefeitura e administrações da região para conversar sobre o tema e tranquilizar a população sobre o assunto.

"É natural, e eu compreendo, dado o fato de Brumadinho, as pessoas tenham suas dúvidas. É natural que essas dúvidas existam e cabe a nós, como governo, orientar, sanar e resolver estes problemas", disse.

O prefeito de Pedreira, Hamilton Bernardes (PSB), disse ainda que está conversando com o governo estadual sobre o embargo e que confia em um "bom diálogo".

Se construído, o reservatório de Pedreira ocupará uma área de 4,3 km2 nos municípios de Pedreira e Campinas, com capacidade para acumular 31,9 milhões de metros cúbicos de água, e disponibilizará uma vazão de 8,5 mil litros de água por segundo.  
 
LEIA TAMBÉM
Pedreira decreta embargo de construção de barragem
Após Brumadinho, Pedreira quer impedir construção de barragem


ANÚNCIOS

O governador também autorizou a liberação total de R$ 1,25 milhão para iniciativas de combate às arboviroses em 13 cidades e para realização do 10º Fórum Internacional de Educação. O recurso é proveniente do Fundocamp (Fundo de investimentos da Agência Metropolitana de Campinas). A Agemcamp (Agência Metropolitana de Campinas) é ligada à Secretaria de Desenvolvimento Regional.

Serão investidos R$ 855 mil em novas ações de combate aos agentes transmissores da Dengue, Chikungunya e Zica. O projeto "Combate às Arboviroses Dengue, Chikungunya e Zica" possibilita a aquisição de materiais e equipamentos para 13 municípios: Pedreira, Sumaré, Holambra, Hortolândia, Indaiatuba, Monte Mor, Santa Bárbara d´Oeste, Engenheiro Coelho, Jaguariúna, Vinhedo, Itatiba, Santo Antônio de Posse e Nova Odessa.

Os recursos serão utilizados na aquisição de telas de proteção de caixas de água, big bags de ráfia, aparelho de inspeção visual remoto de calhas, cartilhas lúdicas e educativas e testes rápidos do vírus da dengue.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON