Publicidade

cotidiano

Centros de Saúde de Campinas vão fechar na segunda e terça

A medida acontece por causa do feriado municipal de terça-feira, Dia da Padroeira da cidade, Nossa Senhora da Conceição

| ACidadeON Campinas -

Atendimento nos Centros de Saúde vai ficar suspenso segunda e terça (Foto: Denny Cesare/Código19)
Os CSs (Centros de Saúde) de Campinas não vão funcionar na próxima segunda (7) e terça-feira (8). O fechamento acontece em meio ao retrocesso da cidade que voltou para a fase amarela do Plano São Paulo de flexibilização da quarentena, e aumento dos números da covid-19 no Estado. 
 
LEIA MAIS 
Covid-19: Campinas soma 1.385 mortes e 43.819 casos confirmados
 
Shoppings de Campinas mudam horário com fase amarela; veja como fica 
Campinas lança hotsite com dúvidas sobre a fase amarela; veja o que muda

A medida acontece por causa do feriado municipal de terça-feira, Dia da Padroeira da cidade, Nossa Senhora da Conceição. Por causa da data, foi concedida a suspensão do expediente na terça, e a emenda na segunda-feira.

Com as unidades sem funcionar, os pacientes que precisarem de atendimento vão ter que procurar um dos Prontos Socorros municipais. O atendimento nos postos de saúde - que em sua maioria fecham para o fim de semana já na sexta- volta apenas na quarta-feira (10). 
 
O atendimento nos CSs de pessoas com sintomas respiratórios, seja suspeito ou confirmado de covid-19, tem crescido, enquanto cai nos pronto atendimentos.

Segundo o último boletim epidemiológico, na semana 46 desde o início da pandemia foram 2.130 pacientes contra 2.287 na semana 47. Na UPAs, o comparativo caiu de 2.058 atendimentos para 1.831.

A medida preocupou profissionais que trabalham nas unidades e temem por sobrecarga dos prontos-socorros durante os dias de fechamento. Sem se identificar, funcionários disseram que a medida pode sobrecarregar o sistema de saúde, que já tem tido aumento em atendimentos nas últimas semanas.

Vale lembrar que na última terça-feira (1º) a Prefeitura precisou desativar leitos exclusivos para a covid-19. A quantidade de leitos disponíveis na cidade caiu de 182 para 140, e com isso o índice de ocupação chegou a 82% ontem. Segundo a Prefeitura, a decisão do fechamento é por causa da necessidade do atendimento desses leitos para outros atendimentos médicos. A Prefeitura informou que se houver necessidade os leitos serão retomados para a covid.   

"Se precisar aumentar mais 10 ou mais 20 eu vou aumentar. O que não posso é deixar 10 leitos vazios, 20 leitos vazios sendo que eu tenho, do outro lado, pacientes que precisam de outros tipos de atendimentos. Aliás nesse momento nos estamos tomando algumas providências para poder devolver alguns dos leitos que haviam sido desmobilizados para covid e que estavam sendo utilizados em outras patologias", afirmou o secretário de Saúde Carmino de Sousa. 
 
FECHADO NO FERIADÃO

Em nota, a Secretaria Saúde disse que a medida de fechamento foi tomada por ter avaliado que nos feriados e emendas os Centros de Saúde têm baixa procura da população, e que "as decisões são tomadas após criteriosa avaliação".

De acordo com a pasta, durante os dias em que as unidades básicas estarão fechadas, o atendimento à população fica garantido nos Prontos-socorros e nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) da cidade. Segundo a nota, "quando necessário, em outros momentos, os Centros de Saúde permanecerão operando durante pontos facultativos".

De acordo com a Administração, as unidades que abrem aos sábados funcionarão normalmente e, após o feriado, na quarta-feira, todas abrem em seus respectivos horários.

Os CSs que funcionam de sábado são: CS Parque Valença, Jardim Florence, Jardim Capivari, Santa Lúcia, Jardim Vista Alegre, CS União, DIC 1, Saúde Santo Antônio, Vila Ipê, São Quirino e Jardim Aurélia.

Mais notícias


Publicidade