cotidiano

Especial coronavirus

Na RMC, só Campinas e Cosmópolis não reabrem comércio nesta segunda

Prefeituras preferiram esperar para seguir decreto estadual; nas outras 18 cidades serviços são retomados hoje

| ACidadeON Campinas -

Campinas não terá reabertura nesta semana. (Foto: Luciano Claudino/Código 19)

Apenas duas cidades da RMC (Região Metropolitana de Campinas) não reabrem o comércio nesta segunda-feira (1º). Na semana passada o governo do Estado classificou a região de Campinas na fase 2 (cor laranja) de flexibilização da quarentena de combate ao coronavírus e permitiu que fossem reabertos, com restrições, o comércio de rua, shoppings, igrejas e escritórios.  

Campinas havia anunciado as regras do início da flexibilização na semana passada, mas no último sábado o prefeito Jonas Donizette (PSB) deu para trás e anunciou que iria adiar a reabertura para a segunda-feira (8). Antes, ao fazer o anúncio da flexibilização, Jonas havia liberado até o funcionamento de restaurantes para o almoço o que estava fora da permissão do Estado.

A principal justificativa para Campinas desistir da reabertura nesse momento, segundo o prefeito, foi a alta demanda regional de pacientes que a cidade está tendo que absorver. Além disso teve o atraso para a implantação de novos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) no SUS (Sistema Único de Saúde), parte deles foi contratada junto à rede privada. A implantação deveria ocorrer já nessa segunda-feira, o que não será possível.

Mais um problema que o prefeito elencou é a dificuldade em contratação de médicos intensivistas. Ele afirmou que ainda não conseguiu preencher as 42 vagas abertas no sistema de emergência para atuação no combate da pandemia. O prefeito afirmou que essa semana será muito importante para preparar melhor o sistema de saúde.

REGIÃO

Além de Campinas, Cosmópolis não reabre hoje e informou que fará uma reunião nesta segunda-feira para definir uma data para a reabertura.   

Em Americana o comércio poderá reabrir hoje com restrição de 4 horas de funcionamento e com 20% da capacidade.  

Apesar da retomada de boa parte do comércio central a partir de segunda, a Prefeitura informou que o serviço de Área Azul continuará suspenso temporariamente. A cobrança foi interrompida no dia 2 de abril por conta de boa parte das lojas estarem fechadas.  

Já no transporte coletivo, a Administração afirmou que a SouAmericana terá ônibus extras para atender os locais "onde houver aumento do número de passageiros".  

Em Engenheiro Coelho o comércio também foi permitido e terá que funcionar com a capacidade reduzida de 20% e por quatro horas seguidas, no máximo. Assim como vai ocorrer nas cidades de Monte Mor, Itatiba, Holambra, Pedreira, Santa Bárbara d'Oeste, Santo Antônio de Posse, Sumaré, Valinhos, Vinhedo, Morungaba e Nova Odessa.
Os demais serviços não essenciais, como bares, academias de ginástica, centros de prática esportiva e salões de beleza continuam fechados, sendo que restaurantes e similares poderão funcionar, desde que no sistema delivery/drive thru.  

Hortolândia reabre hoje com funcionamento para lojas de rua, concessionárias e escritórios das 10h às 16h. O comércio terá que funcionar com 20% de sua capacidade de atendimento. Os shoppings terão a permissão de funcionar 4 horas, sem expediente pré-definido pelo poder público.  

Em Indaiatuba o comércio em geral, incluindo concessionárias, lojas e estacionamento de veículos; shoppings centers, galerias comerciais e congêneres; escritórios de prestação de serviços, inclusive imobiliárias.  

Os horários serão das 14h às 20h para shoppings centers e das 9h às 18h para demais estabelecimentos, reservando-se o horário das 9h às 10h para atendimento preferencial às pessoas do grupo de risco.  

Os estabelecimentos deverão requerer autorização específica declarando ciência das normas aplicáveis e assumindo responsabilidade pelo seu efetivo cumprimento. O cadastramento deverá ser feito na página da Prefeitura de Indaiatuba na internet no ícone situado no canto superior esquerdo ou através do link: www.indaiatuba.sp.gov.br/retomadaconsciente.  
Jaguariúna prevê o retorno com 20% de capacidade e 6 horas por dia - diferente do decreto estadual, que prevê 4 horas.  

Paulínia o comércio já está aberto desde o último dia 27 seguindo um decreto municipal que liberou as atividades.

Mais notícias


Publicidade