cotidiano

Especial coronavirus

AME de Campinas deve receber mais 15 respiradores

Equipamentos serão entregues nesta semana pelo governo estadual; serão 830 respiradores para 18 cidades no total

| ACidadeON Campinas -

O AME, de Campinas (Foto: Carlos Bassan/PMC) 

O governo estadual deve entregar nesta semana 15 respiradores para o AME (Ambulatório Médico de Especialidades) de Campinas, que se tornou um "hospital coronavírus" desde que foi inaugurado, em abril - portanto, no meio da pandemia.

A unidade, que fica na Vila Industrial, foi escolhida junto com outros locais em 18 cidades de São Paulo para receber o reforço de equipamentos. Com os respiradores, é possível transformar leitos de enfermaria em leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo).

Os aparelhos também são considerados fundamentais para o tratamento de pacientes graves infectados com o novo coronavírus. Isso porque a doença compromete principalmente os pulmões, causando falta de ar. Em Campinas, já são 103 mortes por covid-19 e 2.692 casos confirmados até esta segunda (8).  

LEIA TAMBÉM  
Se dependesse só da Saúde, comércio não reabriria, admite Carmino
Indaiatuba tem 33 mortes confirmadas por covid-19 e 401 casos
Agência da Caixa na Glicério fica fechada após suspeita de covid
Consumidores lotam a Rua 13 de Maio em reabertura do comércio 

Do total, além dos enviados para Campinas, serão 35 ventiladores para hospitais estaduais e municipais localizados na Baixada Santista. Na Grande São Paulo serão 100 equipamentos. 

"Vamos entregar 830 respiradores até o fim da semana, 150 por dia, em média, que serão distribuídos nos lugares que mais precisam, ou seja, com taxas de ocupação maiores e onde eles são funcionais, onde se tornam leitos de UTI de fato, de maneira rápida e contundente", afirmou o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, nesta segunda.

Mais notícias


Publicidade