Aguarde...

Esportes

Com portões fechados, dérbi será o último jogo do Paulistão

A definição pela paralisação aconteceu hoje (16) cedo em uma reunião na Federação Paulista de Futebol

| ACidadeON Campinas

Na imagem jogadores disputam bola em dérbi realizado em 2018. (Foto: Código 19/Arquivo)

Guarani e Ponte Preta se enfrentam nesta segunda-feira (16), às 20h, e encerram a 10ª rodada do Paulistão 2020. A partida será a última do Campeonato Paulista antes da paralisação por causa da pandemia de coronavírus.   

A definição pela paralisação aconteceu hoje (16) cedo em uma reunião na Federação Paulista de Futebol com os clubes da primeira divisão estadual. A paralisação é por tempo indeterminado. 
 
Os quatro maiores clubes de São Paulo votaram pela paralisação. Inicialmente, alguns dirigentes de outros clubes buscaram outras alternativas - como antecipar para o decorrer desta semana a realização das duas rodadas finais da primeira fase -, mas foram votos vencidos. Com isso, a decisão foi unânime.
 
Em nota, a FPF informou: "A Federação Paulista de Futebol vem a público informar o resultado da reunião entre os presidentes de clubes do Paulistão Sicredi 2020, com a presença do Sindicato de Atletas Profissionais de São Paulo, sobre a pandemia do novo Coronavírus. Os clubes votaram e decidiram em consenso pela paralisação da competição. Dessa maneira, a FPF anuncia que, a partir desta terça-feira (18), as partidas do Paulistão Sicredi 2020 estão suspensas por prazo indeterminado."  
 
LEIA TAMBÉM  
Brinco de Ouro terá portões fechados para o dérbi
Presidente do Bugre fala que portão fechado é pedido da Ponte
Estudante é o 1° caso confirmado de coronavírus em Campinas

 
PORTÕES FECHADOS

A decisão de não permitir a entrada de torcedores no estádio Brinco de Ouro, nesta segunda (16), foi tomada na semana passada, em uma reunião entre representantes dos clubes e a Prefeitura de Campinas, diante do aumento de casos de coronavírus e o temor de ampliar a contaminação com eventos com grande aglomeração de pessoas. A cidade contabilizou o primeiro caso da doença confirmado na sexta-feira (13). 
 
O Guarani tinha vendido cerca de 9 mil ingressos para a partida. Apenas torcedores do Guarani compareceriam à partida. A diretoria do Guarani recorreu à Justiça para tentar garantir o acesso de seus torcedores à partida.
 
A DISPUTA 

Além de tabu, o dérbi pode aproximar os donos da casa da classificação e disputa contra o rebaixamento dos visitantes. O Guarani soma 13 pontos e pode se aproximar da classificação no Grupo D, já que Corinthians e Ferroviária não venceram seus respectivos jogos. Em caso de vitória, o time comandado por Thiago Carpini chegaria a 16 pontos. Além da classificação, o clube mandante vai em busca de quebrar um tabu que já dura oito anos. A última vez em que venceu o clássico foi pelo Campeonato Paulista de 2012.

Os bugrinos devem ir a campo com Jefferson Paulino; Pablo, Bruno Silva, Leandro Almeida e Bidu; Marcelo (Bruno Silva ou Ricardinho), Eduardo Person, Lucas Abreu (Lucas Crispim) e Giovanny; Júnior Todinho e Rafael Costa.

Já a Ponte Preta quer a vitória para afastar o risco de rebaixamento. O time comandado por João Brigatti é quarto colocado do Grupo A, com sete pontos e tem a segunda pior campanha geral da competição. No entanto, os visitantes vêm embalados após vencer o Afogados-PE pela Copa do Brasil.

A Ponte Preta deve ir a campo com Ivan, Jeferson, Alisson, Henrique Trevisan e Yuri; Dawhan, Bruno Reis, Vinicius Zanocelo e João Paulo; Safira e Roger. 


Mais do ACidade ON