Aguarde...

Virada de ano é marcada por aglomerações em Campinas e região

Evento com mais de 1 mil pessoas e tiros a GM, aglomeração em evento municipal e pancadões marcaram o Réveillon

Da Redação | ACidade ON Campinas

A passagem de 2020 para 2021 foi marcada por eventos com aglomerações nas ruas de Campinas e na região.

Segundo a Guarda Municipal de Campinas, durante a noite de ontem (31) e a madrugada deste dia 1º foram registrados 73 atendimentos das equipes, sendo que 23 foram por descumprimento de regras sanitárias, 32 por perturbação de sossego e outros 18 pela Lei do Pancadão.

No bairro Vila Brandina, imagens gravadas por moradores mostram uma festa que aconteceu na Rua Dalto Gomes. Com muitos jovens, o evento de "pancadão" contou com caixas de som e grande aglomeração.
Segundo a Guarda Municipal, o evento contou com mais de 1 mil pessoas e centenas de carros, que faziam ainda manobras perigosas nas ruas.

De acordo com a equipe, durante a ação de dispersão foram disparados tiros contra a corporação. Segundo a GM, após voltar com mais viaturas a aglomeração foi encerrada.

NA REGIÃO

Em Valinhos, a Guarda Municipal também dispersou um evento de pancadão que acontecia nessa Virada.

Segundo a corporação, cerca de 250 jovens estavam aglomerados na divisa dos bairros Ana Carolina e Águas Novas. Em direção perigosa, com motos empinadas e "rachas", o evento incomodou moradores e foi encerrado após a equipe chegar ao local.

Em Artur Nogueira, moradores acusaram o então prefeito Ivan Vicensotti (PSB) de promover um show pirotécnico no balneário municipal, com aglomeração de pessoas no local. A ação foi reprovada pela nova Administração, que assume hoje a Prefeitura.

O ex-prefeito foi procurado, mas ainda não retornou a reportagem. Segundo o balanço da Guarda Municipal de Artur Nogueira, foram atendidas ainda outras ao todo 11 ocorrências ligadas a embriaguez e acidente de trânsito durante a Virada.

Em Paulínia, a praça do bairro São José também recebeu aglomeração de pessoas comemorando o Réveillon. O evento também contou com musica alta e manobras arriscada de motoristas. A Prefeitura foi procurada, mas ainda não se pronunciou sobre o caso.

1/4
1/4
1/4
1/4