Publicidade

brasilemundo

México passará a exigir visto de brasileiro para frear imigração ilegal aos EUA

A exigência será temporária, até que os fluxos migratórios estejam "seguros, ordenados e regulares", diz o documento

| Estadao Conteudo -

 

Cancún, no México (Foto: Pixabay)

 

O governo do México vai voltar a exigir vistos para brasileiros que desejarem entrar no país, informou um documento publicado nesta quinta-feira, 14, pelo governo mexicano. Ainda não se sabe quando a medida entrará em vigor.

Essa exigência apareceria como forma de desestimular a ida de brasileiros ao México que tentem migrar para os Estados Unidos por terra - a fronteira entre os dois países norte-americanos vive uma crise migratória com alto fluxo de pessoas, incluindo cidadãos do Brasil.

O documento de um anteprojeto com a medida foi publicado nesta quinta-feira pela Comissão de Melhora Regulatória (Conamer), órgão do governo mexicano.

A exigência será temporária, até que os fluxos migratórios estejam "seguros, ordenados e regulares", diz o documento. O governo brasileiro já foi comunicado da decisão.

"A Secretaria de Relações Exteriores comunicou o governo da República Federativa do Brasil da decisão do Estado mexicano de suspender de maneira temporária o acordo para supressão de vistos em passaportes ordinários", diz o texto. O acordo vigorava desde 2013.

O número de brasileiros que têm usado a fronteira com o México para entrar irregularmente nos Estados Unidos aumentou neste ano Até o final de setembro, 47.484 cidadãos do país foram detidos pela patrulha de fronteira americana, segundo o Departamento de Segurança Interna dos EUA - um aumento de 400% em relação ao ano passado, quando 9.147 foram detidos no mesmo período. É bem mais do que o dobro do registrado em 2019, quando eram 18 mil. Entre os detidos pelos agentes de fronteira, os brasileiros são os sextos mais numerosos.

A partir deste mês, os EUA passaram a enviar ao Brasil dois aviões por semana com brasileiros deportados, em vez de um.

Segundo o anteprojeto assinado pelo secretário de Governo mexicano, Adán Augusto López Hernández, a exigência de visto visa responder ao aumento "substancial" de brasileiros que entram no país para outra finalidade que não o turismo.

"Parte dessa situação se reflete nos fluxos migratórios, com a identificação de pessoas cujo perfil não se ajusta ao do turista genuíno e apresenta incoerências em sua documentação e informação, aumentando a possibilidade de que um número significativo de pessoas pretenda utilizar a supressão do visto indevidamente", aponta o documento.

O governo mexicano pede que haja ações conjuntas dos dois países para possibilitar o uso "adequado" da supressão da necessidade de vistos. A medida passa a valer 15 dias após a publicação no Diário Oficial mexicano, o que ainda não ocorreu.

SENADOR DOS EUA CRITICA BRASILEIROS COM 'ROUPA DE GRIFE'

O senador do Partido Republicano dos Estados Unidos Lindsey Graham afirmou, durante entrevista a uma rede de TV, que 40 mil brasileiros cruzaram a fronteira entre os EUA e o México "usando roupas de marcas e bolsas da Gucci".

Ele, que faz parte do partido de oposição ao presidente Joe Biden, fez a afirmação à rede Fox News nesta quarta-feira, 13, mas não apresentou evidências do que afirmou.

"As escolhas políticas de Biden estão pelo mundo. Nós tivemos 40 mil brasileiros só no posto de fronteira de Yuma, indo para o estado de Connecticut usando roupas de marcas e bolsas da Gucci. Isso não é mais imigração econômica. As pessoas veem que os Estados Unidos estão abertos e tiram vantagem de nós, e não vai demorar muito para que um terrorista se misture a essa multidão "

Publicidade

Últimas Notícias

Com variante e nova onda na Europa, cidades brasileiras cancelam festas de réveillon
Ômicron: BH investiga se paciente vinda do Congo foi infectada pela variante
Resultado do Enem será divulgado em 11 de fevereiro
Principal resposta contra ômicron é vacinação, diz ministro
Cinquenta e dois pesquisadores da Capes anunciam renúncia coletiva
31 pesquisadores da Capes na área de avaliação anunciam renúncia coletiva
Maioria de vacinas doadas à África tem validade curta, dizem entidades
Venezuela terminará 2021 como o país mais pobre da América Latina
Inscrições para a segunda etapa do Revalida 2021 terminam hoje
Nova York se prepara para variante ômicron e decreta Estado de Emergência
Tubarão em Ubatuba: aumento de pessoas no mar pode explicar ocorrências
Reino Unido identifica dois primeiros casos da variante ômicron no país
Holanda detecta 61 casos em voos da África do Sul, onde variante preocupa
Ministério Público de MG recorre de decisão que transfere julgamento de Brumadinho
Anvisa recomenda restrigir voos da África do Sul e mais 5 países por variante
Com variante do coronavírus, Europa e Ásia reforçam fronteiras
Reino Unido proíbe voos da África do Sul devido a novas variantes
Portugal volta a exigir o uso de máscara e teste de covid-19 para viajantes
Reino Unido e França prometem aumentar cooperação após naufrágio de imigrantes
STF nega pedido de relaxamento da prisão de mãe do menino Henry Borel

Publicidade

Viu Essa?

Andressa Suita coloca mansão que morou com Gusttavo Lima à venda por R$ 13 milhões
Ed Sheeran anuncia nova canção de Natal com Elton John
O que é Noivinha do Aristides que está bombando no Twitter?

Mais notícias


Publicidade