Aguarde...

Cotidiano

Estudantes criam sistemas para solucionar problemas do campus

Projetos estão na final do Desafio Smart Campus, que integra programação do InovaCampinas

| ACidadeON

Divulgação
Restaurante Universitário da Unicamp: sistemas tentam evitar filas e elaborar diagnóstico do público

Um sistema voltado para o monitoramento indireto das filas dos restaurantes universitários, uma tecnologia que combina diversas variáveis para mensurar a procura pelas refeições do bandejão e um sistema voltado ao controle inteligente da luminosidade.

Todos esses projetos têm algo em comum: foram desenvolvidos pelos próprios alunos da Unicamp, mais especificamente da Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação (FEEC), com o intuito de tornar o ambiente universitário mais amigável e agradável.

As propostas foram desenvolvidas para o Desafio Smart Campus, iniciativa desta mesma faculdade com o apoio da Prefeitura Universitária, que ocorre durante o Software Experience, uma das dez conferências que integram a programação do InovaCampinas, maior evento de empreendedorismo e inovação do interior, que começa na próxima quarta-feira (25).

“Acreditamos que a transformação de problemas reais em estudos de caso que demandam soluções aplicadas no contexto da nossa universidade, alinhando-as com as necessidades e desafios para o agora e o futuro, fazem parte do processo de aprendizado e amadurecimento dos profissionais que formamos em nosso curso”, comenta o professor Fabiano Fruett, responsável pela iniciativa.

Ao todo, nove projetos foram inscritos no Desafio Smart Campus, sendo que três deles – que já são um protótipo – participarão da premiação no dia 25. O professor explica que a ideia não é criar um ranking ou realizar uma disputa, por isso, os três projetos finalistas serão premiados. As iniciativas também já têm respaldo da Prefeitura Universitária para que possam ter apoio para serem implantados no campus.

Conheça as propostas finalistas:

Monitoramento indireto das filas nos restaurantes da Universidade

Visando reverter o problema das filas nos restaurantes universitário – também conhecidos como “bandejão” – os alunos Guilherme e Luís decidiram criar um sistema capaz de quantificar o tamanho das filas para a entrada nos refeitórios em tempo real. Mas como o sistema funcionaria? Uma pessoa poderá acessar a internet, fazer uma verificação on-line de como está o refeitório e então decidir se deve ou não ir ao restaurante naquele momento, evitando os horários de pico e de maior procura pelos restaurantes. Equipe: Guilherme Lopes da Silva e Luís Fernando Vieira Silva.

Estimativa de público dos restaurantes universitários

Esta proposta também leva em consideração os restaurantes universitários e o público presente nele. O sistema é inspirado no sistema nervoso central de um animal, uma vez que utiliza o mesmo conceito de aprendizado para modelar o comportamento do público nos restaurantes. A rede utiliza parâmetros como cardápio, dia da semana, temperatura e pluviosidade, determinando a influência de combinações na quantidade do público que busca pelas refeições no local. Por exemplo, uma quarta-feira de feijoada possui um público diferente de uma sexta-feira com o mesmo cardápio - e a rede é capaz de compreender tudo isso. Equipe: Augusto Fraga Giachero, Guilherme Ricioli Cruz, Henrique Hungari Rodrigues e Hugo Ralf Pereira.

Rede de sensores para o controle de ativos de iluminação pública

Um dispositivo integrado aos pontos de iluminação pública do campus, que é capaz de identificar defeitos na lâmpada, monitorar seu tempo de uso e atuar no sistema de iluminação, acendendo e apagando as lâmpadas. Cada ponto da rede será um ativo cadastrado com sua localização geográfica bem definida, permitirá o monitoramento de falhas e simplificará o trabalho dos responsáveis pela manutenção do campus. O sistema é capaz de proporcionar relatórios de funcionamento e fornecer dados em tempo real, bem como a atuação programada. Equipe: Paulo Denis Garcez da Luz, Mauricio Martins Donatti, Lucas Amorim Salvador Astini, André Felipe Suzano Massa e Sírius Roberto da Costa Gomes.

SERVIÇO

Desafio Smart Campus
Data: 25 de outubro de 2017, a partir das 9h
Onde: Expo D.Pedro
Inscrições para atividades gratuitas e compra do “Passaporte Empreendedor”: www.inovacampinas.org.br
2º lote: R$ 200,00 até 22 de outubro – acesso para a 6ª Conferência Campinas Startups e Encontro Unicamp Ventures (demais atividades têm entrada gratuita, mediante inscrição)

Mais do ACidade ON