Aguarde...

cotidiano

Câmara vota cadastro de voluntários e facilitação de doação de sangue

Vereadores devem aprovar ou não a criação de um cadastro único para voluntários atuarem com moradores em situações de rua

| ACidadeON Campinas

Sessão ocorre de forma remota nesta quinta-feira (Foto: Divulgação/Câmara)

Os vereadores de Campinas vão votar cinco PLs (Projetos de Lei) em 11 sessões ordinárias remotas, na manhã desta quinta-feira (30). Entre eles, está a votação em 1ª e 2ª discussão do PL de autoria do Executivo que dispõe sobre o cadastro de voluntários para a distribuição de alimentação à moradores em situação de rua na cidade.  

O texto foi encaminhado para a Câmara após o anuncio da Prefeitura sobre a finalização das instalações do novo Refeitório da Cidadania, local que vai atender a população em situação de rua.  

Com o novo local, a Prefeitura visa proibir a entrega de alimentos nas ruas do Centro de Campinas, suspendendo a distribuição por ONGs e grupos religiosos e concentrando os voluntários que já faziam ações com esse público para atuarem com a distribuição dos alimentos- que serão fornecidos pela Administração- somente no refeitório.  

Em seguida, os vereadores votarão o projeto de autoria do presidente da Câmara, Marcos Bernardelli (PSDB), que facilita a doação de sangue em Campinas. Segundo o vereador, o objetivo é possibilitar a doação já no momento da realização de exame de sangue de pacientes.  

De acordo com o texto, o projeto prevê uma formalização de convênio entre o município e os laboratórios para possibilitar o aumento das doações.  

OUTROS PROJETOS  

Durante as sessões, está em pauta ainda o projeto de autoria do vereador Rodrigo da Farmadic (DEM), que obriga a administração municipal a enviar previamente para a Câmara os contratos de locações de imóveis. De acordo com a proposta, os vereadores terão que analisar o cumprimento das condições e consonância dos preços de mercado.  

Já na área da cultura, outros dois projetos de lei estão em votação nesta quinta-feira. Entre eles, o projeto de autoria do parlamentar Luis Yabiku (PSB), que autoriza a Secretaria de Cultura a contratar eventos culturais nas redes sociais, autorizando o município a remunerar artistas em eventos on-line, abertos ao público e gratuitos.  

Por fim, os vereadores votam o último projeto em pauta, de autoria do vereador Marcelo Silva, que dispõe sobre a autorização da abertura de clubes durante o período de pandemia.

Mais do ACidade ON