Aguarde...

cotidiano

Campinas terá centro gratuito de atividades para idoso no Jd. do Lago

A estimativa de atendimento é de 50 pessoas por dia

| ACidadeON Campinas

Secretária de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos, Eliane Jocelaine Pereira. (Foto: Divulgação/Prefeitura de Campinas)

Campinas vai ganhar um "Centro Dia do Idoso" que começará a ser construído amanhã (16). A unidade será o primeiro serviço público do Município para acolher pessoas a partir de 60 anos, para que passem o dia e depois voltem para a casa.

A estimativa de atendimento é de 50 pessoas por dia. Segundo dados da Prefeitura, a população idosa (maiores de 60 anos) de Campinas é de aproximadamente 150 mil pessoas. A unidade será construída na Rua Ruth Oliveira Silveira Belo, s/n, no Jardim do Lago.  

O objetivo do "Centro Dia" é evitar que os idosos fiquem sozinhos em casa e, ao frequentar esse ambiente haverá redução do isolamento social, dos acidentes domésticos, do número de internações, além de fortalecer vínculos familiares.  

A empresa responsável pela obra é a Dekton Engenharia e Construção Ltda. O investimento é de cerca de R$ 1,4 milhão, recurso do Fundo Municipal do Idoso. O imóvel terá 400 metros quadrados e será construído num terreno de 3, 6 mil metros quadrados.

Na unidade serão oferecidas diversas atividades físicas, socioculturais, de lazer e de convivência, além de alimentação, com cardápio elaborado por nutricionista incluindo café da manhã, lanche, almoço e lanche da tarde. O local terá áreas para descanso, televisão, enfermaria, atividades, refeitório e banheiros adaptados.  

A prioridade é atender aquelas pessoas cujas famílias não têm condições de cuidar durante o dia. O acesso ao serviço será por meio de encaminhamento da rede socioassistencial.  

Para a secretária de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos, Eliane Jocelaine Pereira, o Centro Dia do Idoso é uma grande conquista para a cidade. "Um grande avanço na política da pessoa idosa no nosso município. Será um equipamento amplo com capacidade para atendimento das pessoas diariamente o que vai reverberar positivamente na socialização do idoso e também na prevenção a qualquer tipo de violação de direitos e na institucionalização dos idosos", destacou.  

Ainda de acordo com a secretária, o equipamento irá permitir uma readequação da dinâmica familiar e também possibilitar que o idoso conviva com outras pessoas. "Afinal, a convivência familiar e comunitária é fundamental para o envelhecimento saudável", disse.

Mais do ACidade ON