Publicidade

cotidiano

Fase azul: Jonas diz acreditar que Campinas avance antes da capital

Mesmo sem data para ir para nova fase, prefeito acredita que a cidade já está perto da permissão para o avanço

| ACidadeON Campinas -

Fala do prefeito foi feita durante coletiva transmitida nas redes sociais (Foto: Fernanda Sunega/PMC)
O Prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), afirmou hoje (6) durante transmissão pelas redes sociais onde atualizou os números da covid-19, que acredita que a região de Campinas possa avançar para a fase azul do Plano São Paulo de flexibilização da quarentena antes mesmo que a capital.  

A fala do chefe do Executivo veio após um questionamento de uma moradora da cidade sobre o avanço do município para a fase onde tudo já é praticamente "liberado".  

"Eu não queria falar isso mas já que perguntou... tenho uma perspectiva positiva, acho que a gente deixa Campinas na fase azul. Agora não tenho data específica mas acho que temos perspectiva para isso, pelo menos nos enquadramentos de questões técnicas estamos caminhando para isso. Talvez até antes do que a capital", declarou Jonas. 

O DRS (Departamento Regional de Saúde) de Campinas foi classificado na fase verde no dia 6 de outubro, junto com as regiões de Piracicaba, Sorocaba, Baixada Santista, Taubaté e a Grande São Paulo.  

Até então, a região de Campinas tinha ficado 62 dias na fase amarela, e antes disso nenhuma das 22 regiões do Estado havia alcançado à fase verde. Entre os critérios para avanço foram considerados a diminuição nos casos da doença, internações e mortes em comparação de uma semana com a outra na região, além de manter as taxas de internação abaixo de 40 por 100 mil habitantes e a de mortes em até cinco por 100 mil habitantes.  

A nova classificação de fase do Plano São Paulo acontece no próximo dia 16 de novembro, mas até então sem previsão de nenhum avanço entre os departamentos regionais. 

NOVA FASE 

Na fase azul, última no controle da quarentena, há a liberação de todas as atividades econômicas com protocolos de controle. No entanto, para o avanço é estimado apenas com o "controle da doença" no departamento, que deve permanecer também pelo menos 28 dias na fase verde. 

Em maio, quando o governo estadual decretou os critérios do Plano São Paulo, a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen afirmou que a fase azul foi incluída visando a perspectiva da demora na autorização de uma vacina contra a doença, mas que mesmo com a autorização, a situação ainda será de controle e regras rígidas. 

"Incluímos uma quinta fase pela razão de que, infelizmente, enquanto não houver vacina ou a cura da doença, teremos que conviver com o que chamamos de normal controlado. Quando chegarmos nessa fase, de tudo em funcionamento, sem cura ou vacina, ainda será um funcionamento com medidas rígidas de higiene e de distanciamento social", afirmou. 

VERÃO VIVO

Sobre a volta do Verão Vivo em torno da Lagoa do Taquaral, a Prefeitura informou que esperará mais alguns dias para decidir sobre o caso. O projeto bloqueia o tráfego de veículos aos finais de semana na Avenida Heitor Penteado, no entorno da Lagoa, para incentivar atividades de lazer e exercícios físicos.

"A gente tá trabalhando com todo o cuidado para que não tenha nenhum problema neste momento difícil. Provavelmente, na segunda quinzena de novembro podemos pensar em fazer isso. Esperar passar essa fase", disse o secretário de Transportes Carlos José Barreiro.

Sobre a situação, o prefeito Jonas disse que havia dito que voltaria no começo deste mês, mas que também prefere aguardar. "Eu tinha mencionado a questão do começo de novembro, mas me movo muito por informações técnicas. Foi pedido para esperar mais uns 'diazinhos', vamos esperar mais uns 'diazinhos'", disse Jonas.

Mais notícias


Publicidade