Aguarde...

cotidiano

Campinas tem média de 29 furtos e roubos por mês no transporte público

Entre produtos furtados a lista é grande, e vai desde dinheiro físico, celular e documentos, até notebook, roupas, óculos, fones de ouvido e mochilas

| ACidadeON Campinas

Vídeo mostra momento de assalto em ponto na Vila Aeroporto (Foto: Reprodução de vídeo)

Campinas teve de janeiro a setembro deste ano o total de 263 ocorrências de furto e roubo registradas no transporte público. O número representa uma média de 29 casos por mês, com quase uma ocorrência por dia na cidade.

O número de registros foi informado pela SSP (Secretaria de Segurança Pública) e considera as ocorrências no interior de ônibus, além de ações criminosas em terminais, estações e pontos de ônibus.

Entre produtos furtados a lista é grande, e vai desde dinheiro físico, celular e documentos, até notebook, roupas, óculos, fones de ouvido e mochilas.

Marlene de Souza Santos é uma das vítimas deste ano na cidade. Ela foi assaltada enquanto aguardava o ônibus em um trecho da Rodovia Santos Dumont (SP-075), no Jardim do Lago, em Campinas, para ir ao trabalho. Ela relata uma preocupação constante de ser novamente foco dos criminosos.

"Eu estava no ponto, um rapaz chegou, bem vestido e tudo, e já anunciou assalto, chegou pedindo as coisas e não teve jeito. É bem apavorante, agora eu evito usar celular ou escondo", disse a vítima.

Assim como Marlene, os passageiros que têm que aguardar o ônibus em outros pontos da rodovia também relatam medo constante. Muitas vezes aguardam os coletivos à noite em paradas sem iluminação e sem nenhum tipo de segurança.

"Na beira de estrada assim no escuro é facinho de ser roubado", afirmou o assistente de produção Daniel Henrique que costuma utilizar o ponto de ônibus localizado na mesma rodovia, mas na região do Jardim Itatinga.

MAIS VÍTIMA

Jéssica é uma das vítimas que teve o assalto registrado por câmeras de segurança. O roubo aconteceu no dia 17 do mês passado na Vila Aeroporto. Ela e outras três pessoas que estavam esperando o ônibus foram assaltadas e tiveram dinheiro, celulares, bolsas e documentos levados.

O ataque do bandido foi gravado pelo sistema de câmeras de segurança próximo a parada de ônibus. O roubo aconteceu em plena luz do dia. Um casal armado assaltou o grupo que aguardava o ônibus na Avenida Jacuna. A vítima contou que chamou a Polícia Militar logo após o assalto, mas ninguém apareceu.

"Falaram que iam mandar a primeira viatura que tivesse nas imediações só que chegou duas horas depois e eu já não estava mais no ponto", disse. Mesmo assim ela insistiu e fez um boletim de ocorrência.  
 
SEGURANÇA

O delegado Sandro Jonasson afirmou que as vítimas devem fazer o registro do BO na delegacia. "Quando existe o registro nos temos os meios para tentar de uma forma efetiva atingir a matearalidade do fato. A polícia não tem bola de cristal para saber onde tal tipo criminoso está ocorrendo. A gente não pode fazer uma investigação sem dados, nada funciona sem informação, nem a polícia", disse. 

A Polícia Militar por meio de nota afirmou que nesse semestre já fez a reimplantação das companhias de força tática que atuam efetivamente nos horários e locais de maiores incidência de furtos e roubos ao transporte público e usuários.

Já a Guarda Municipal disse que irá intensificar o patrulhamento em lugares ligados ao transporte público.

A Emdec (Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas) responsável pelo transporte público disse que tem um esquema de um pessoal terceirizado de segurança que faz a vigilância em pontos e nos locais de patrimônio ligados ao transporte público. (Com informações de Marília Rastelli/EPTV)


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON